Esta página já teve 113.893.839 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.867 acessos diários
home | entre em contato
 

Ortopedia/Ossos/Coluna

Dor no ciático

06/11/2003

Saiba o que é a dor do nervo ciático, quais as causas, os sintomas, o tratamento e a forma de prevenção do problema.

A dor do nervo ciático é causada pela inflamação deste nervo, percorre a região da glútea e a parte posterior das pernas. Pessoas que ficam sentadas durante muito tempo, como motoristas de ônibus e táxi, são alvos preferenciais da dor do nervo ciático. Isso acontece porque o fêmur, osso da coxa, pode comprimir o nervo ciático e provocar dores. Essa dor pode surgir também quando se está em pé ou caminhando e ocorre uma contração muscular que comprime o nervo. Idosos e mulheres que usam salto alto com freqüência também estão mais propensos a ter a inflamação.

Uma das causa da dor do nervo ciático é a hérnia de disco, que é o deslocamento da substância gelatinosa que age como uma “almofada” entre diferentes vértebras que integram a coluna. Os discos formam hérnias por enfraquecimento, sobrecargas ou movimentos bruscos. Além da hérnia o problema também pode ser causado por uma afecção artrítica das vértebras ou um tumor. Dores semelhantes às causa das pelo nervo ciático podem ser sintomas de outras doenças, o que exige consulta médica para o diagnóstico e tratamento adequado.

O primeiro sintoma é uma dor intensa ao longo de toda a extensão do nervo ciático, que, em geral, só desaparece quando a pessoa deita. Quando o ataque é forte, tende-se a contrair a região lombar e a dobrar a perna dolorida.

O repouso é o melhor remédio para a inflamação do nervo ciático. A dor também pode ser atenuada com uma postura que relaxe o nervo, como a flexão dos joelhos, como as costas bem apoiadas em uma superfície plana e moderadamente rígida. Os ataques do nervo ciático devido à hérnia de disco pode prolongar-se por várias semanas e, neste caso, o médico sugere repouso e, de acordo com a intensidade da dor, antiinflamatórios e compostos vitamínicos do grupo B. Nos casos de hérnia de disco, a alternativa é a cirurgia.

Os adultos, especialmente aqueles com problemas nas costas, devem evitar movimentos bruscos e não carregar peso. Os que pertencem a este grupo de risco podem fortalecer a musculatura das costas com exercícios suaves e controlados. Também é recomendável o uso de sapatos confortáveis. O salto alto do calçado feminino tende a acentuar a carga do peso do corpo na região inferior das costas, e, por isso, o seu uso deve ser limitado.

http://www.unimed.com.br/unimed/portal/index.jsp


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos

Poítica de Privacidade