Esta página já teve 115.236.297 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.728 acessos diários
home | entre em contato
 

Medicina Alternativa/Fitoterapia/Acupuntura

Carvão Vegetal

09/11/2003


1. Histórico do Carvão Vegetal


O carvão vegetal cujo nome botânico é Carbo activatus é considerado um fitoterápico extraído de partes lenhosas (cascas e serragens) de madeiras não resinosas.
O carvão vegetal para uso medicinal provém de certas angiospermas, madeiras moles e não resinosas obtidos por combustão incompleta, o que lhes confere a capacidade adsorvente.
O carvão vegetal é utilizado desde o antigo Egito para purificação de óleos e para
aplicações medicinais. Na Segunda Guerra Mundial foi utilizado para remoção de gases tóxicos devido a sua capacidade adsorvente sendo um material extremamente poroso.
No Brasil, Martins faz referências ao uso do carvão entre os indígenas misturado às gorduras animais no tratamento de tumores e úlceras malignas.

2. Mecanismo de ação do Carvão Vegetal


Estudos duplo-cego, utilizando carvão ativado, encontraram uma redução significativa na produção de gases intestinais nos pacientes tratados, comparado ao placebo e a dimeticona, o que eliminou os desconfortos abdominais.
Supõe-se que tal atividade deva-se ao poder de adsorção do carvão ativado, de substratos que produzem gases sob a ação de bactérias do trato gastrointestinal.
Nestes estudos o carvão ativado se mostrou seguro, sem efeitos adversos e efetivo no tratamento da flatulência.
Suas propriedades adsorventes são determinadas não somente por sua estrutura porosa, mas por sua constituição química. É um notável condutor de oxigênio, sendo um extraordinário eliminador de toxinas. Devido a sua rapidez de ação o carvão vegetal é considerado um agente útil no tratamento de envenenamentos. O carvão ativado se liga ao tóxico residual no lúmen do trato gastrointestinal e reduz rapidamente a absorção deste. O carvão ativado pode interromper a circulação entero-hepática das drogas tóxicas e aumentar o ritmo de eliminação de tóxico no organismo.
Age também adsorvendo gases produzidos pela fermentação intestinal, evitando dores no aparelho digestivo e flatulências.

3. Indicações de uso do Carvão Vegetal


O carvão vegetal tem a propriedade de adsorver substâncias que, em contato com bactérias intestinais, contribuem para a produção de flatulência. Deste modo, o carvão vegetal é importante na eliminação dos desconfortos abdominais, causados pela flatulência.O carvão vegetal age como protetor e adsorvente gastrointestinal. Seu uso é indicado em caos de dores no estômago. Mau hálito, aftas, gases intestinais e intoxicações.

4. Contra-indicações
O carvão vegetal não deve ser administrado junto com produtos a base de ipeca, por ocorrer uma diminuição da ação.
Em relação a seu uso durante a gestação e lactação, não foram encontradas referências na literatura consultada.
Não há relatos na literatura sobre restrições específicas quanto ao uso ou adequações de posologia do Carvão Vegetal em pacientes idosos.
NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE.


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos

Poítica de Privacidade