Esta página já teve 125.925.650 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 26.444 acessos diários
home | entre em contato
 

Dicas da Dra. Shirley

Como Check-ups Podem Salvar Sua Vida

01/02/2004
Medicina Preventiva :

Você já fez seu seguro de vida? Aquele que garante que seu corpo irá atuar bem durante sua vida - se você atuar certo e realizar as medidas preventivas requeridas ao longo do caminho?

Carros, computadores e até secadores de cabelo vêm com avisos e instruções. Mas quais são as medidas preventivas que podem salvar sua vida?

Tipos como David Letterman e Steven Spielberg, ambos já passaram por cirurgias bem divulgadas na época, depois de realizarem alguns exames de rotina. Alguns experts dizem que esses exemplos servem para ilustrar o porquê é necessário que todos realizem os exames de rotina.

Apesar de ser inconveniente e desconfortável marcar uma consulta, check-ups de rotina ajudam o médico a identificar e monitorar seus sintomas e suas condições médicas - aquelas que você está passando e aquelas que podem estar escondidas no seu álbum de família.

 

Check-ups de Rotina

O aceitável para um homem saudável com mais de 50 anos, é se consultar 1 vez por ano, concorda a maioria dos médicos. Dependendo do risco de cada um - como Letterman, que tinha um forte histórico familiar de doenças cardíacas-as consultas anuais passam a ser importantes até antes dos 50 anos.

Esse guia funcionou bem para essas duas celebridades que recentemente se beneficiaram com os check-ups regulares. David Letterman, 52 anos, teve que colocar cinco bypasses em janeiro, depois que descobriu, através de uma angiografia, que suas artérias coronárias estavam obstruídas. Letterman disse que fez o exame, porque tem colesterol alto e um histórico familiar de doenças cardíacas.

Steven Spielberg, também 52 anos, foi operado do rim removido recentemente, depois de uma "irregularidade" encontrada durante uma avaliação.

Devido a check-ups regulares, o Sr. Spielberg encontrou o problema logo, evitando possíveis complicações bem mais sérias no futuro.

Isso só mostra que estar informado sobre os exames que você precisa, e previnir-se mais cuidadosamente, pode lhe ajudar a viver uma vida mais longa e mais saudável.

Médicos recomendam que as mulheres devem começar a visitar um ginecologista e realizar exames pélvicos anuais quando tornam-se sexualmente ativas ou aos 20 anos. E devem procurar um endocrinologista quando começarem a sentir os sintomas da menopausa ou aos 50 anos.

Homens devem começar a fazer check-ups anuais aos 50 também, que é quando os riscos para doenças cardíacas, infartos e câncer de próstata aumentam.

 

Histórico Familiar

Cada vez mais pesquisas mostram a ligação entre o código genético de cada um e seu futuro quanto à problemas médicos. Saber seu histórico médico familiar vem se tornando cada vez mais importante. Atualmente, com todas as fontes que temos, as pessoas têm que saber sobre sua história. Se você não sabe, tente descobrir através de sua família e parentes.

Sabendo que partes da sua história familiar indicam problemas em potencial, o paciente pode se precaver e o médico pode monitorar mais de perto as implicações mais sérias de reclamações triviais.

Nem todo mundo, por exemplo, tem que fazer um exame de urina. Você não inclui esse exame na avaliação anual a não ser que o histórico familiar do paciente indique esse teste, ou então o paciente tenha reclamações em relação ao seu sistema geniturinário.

Prestar atenção em seu corpo e nos sintomas que você possa estar tendo é importante, mas alguns sintomas não aparecem até o problema estar crítico. Se você sabe seu histórico familiar, você pode ajudar seu médico a diagnosticar esses problemas antes deles evoluírem.

um exemplo muito típico, que é o da dor no peito - um sintoma que, muitas vezes, pode evoluir para um ataque do coração. Ao invés de ignorar a dor e deixar para lá, alguém com um histórico familiar sobre o assunto deve estar mais alerta e procurar se cuidar. Ao contrário, uma pessoa sem história de doença cardíaca na família, tem menos probabilidade de que essa dor no peito, seja de causa cardíaca.

Dra. Elisabete F. Almeida -

Elisabete @latinmed.com.Br


www.apm.org.br

 

IMPORTANTE

  •  Somente um médico pode diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos

Poítica de Privacidade