Antienvelhecimento/Longevidade - Envelhecer - uma tarefa que exige cuidados simples
Esta página já teve 114.984.195 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.747 acessos diários
home | entre em contato
 

Antienvelhecimento/Longevidade

Envelhecer - uma tarefa que exige cuidados simples

13/07/2004

Viver mais tempo e ter uma velhice melhor é, em grande parte, um problema de prevenção. Doenças freqüentes após os 60 anos, como hipertensão, diabetes e reumatismo, decorrem, em grande parte, de fatores de risco, como obesidade e sedentarismo e estresse. Uma providência básica é o acompanhamento médico.

Uma dieta equilibrada fornece as substâncias necessárias ao nosso corpo, como proteínas, carboidratos e gorduras, além de vitaminas, minerais e água. Os especialistas em nutrição estabeleceram normas para uma dieta equilibrada, dividindo os alimentos em grupos necessários. Quando fazemos as refeições, devemos escolher alimentos pertencentes a cada um desses grupos. Os quatro grupos básicos são: grupo do leite, grupo da carne, grupo do pão e cereais e grupo das frutas e legumes.

A falta de vitaminas causa avitaminoses, com os sintomas variam de acordo com a vitamina absorvida em quantidade insuficiente. As carências de minerais também causam doenças graves. A carência de ferro pode provocar anemia, uma condição sangüínea anormal. A obesidade é causada por uma alimentação mais abundante do que a que o corpo necessita para sua energia e sustentação. As doenças do coração e da circulação podem resultar de uma nutrição insuficiente. Uma alimentação com muitas gorduras saturadas pode provocar aumento do colesterol no sangue, aumentando a probabilidade de ataques cardíacos, derrames, além de outras doenças nos vasos sangüíneos.

Hisão Nagayama, professor do Instituto de Pesquisa da Cultura Culinária de Tóquio, é autor de uma teoria, onde ele afirma que uma pessoa pode viver bem até os 110 ou 120 anos se escolher adequadamente sua alimentação. Mas, a grande maioria dos japoneses comem mais carne branca do que vermelha, pouca gordura e muitos vegetais. Assim os japoneses justificam serem líderes mundiais de longevidade, com expectativa de vida de 82 anos para as mulheres e 76 para os homens.

Mas além das dietas, há outros tratamentos para envelhecer melhor e viver com mais saúde, muitos deles simples e baratos. Algumas dicas: Fazer exercícios físicos regularmente, pois eles evitam problemas futuros nos ossos e articulações. Comer sem exageros com muitas frutas e verduras, pois elas têm antioxidantes, fatores de combate aos radicais livres, produtos do metabolismo que atacam as células destruindo-as. Não fumar e beber com moderação.

O professor Johnson da Universidade do Colorado, desenvolveu estudos em um pequeno verme transparente que vive no solo, Caenerhabolitis elegans, retirando das células do verme um gene a que deu o nome de Age-1. Constatou que vermes sem o Age-1 vivem muito mais que os outros.

Um achado básico da equipe de Johnson é a de que os vermes mutantes têm níveis bastante altos de substâncias antioxidantes no corpo. Os antioxidantes são os principais adversários dos chamados radicais livres, produtos derivados das atividades bioquímicas normais como a digestão e a respiração. Cada dia, o corpo produz 10 bilhões de radicais livres. Numa pessoa jovem, os radicais livres são mantidos sob controle. Com o tempo, porém, a ação dos antioxidantes diminui e eles começam a destruir as células.

Os radicais livres, por definição, são moléculas instáveis cujos átomos possuem em número ímpar de elétrons, partículas eletricamente negativas que giram em torno do núcleo atômico, que preferem estar acompanhados. Quando isto acontece, a molécula incompleta é capaz de capturar elétrons de qualquer outro átomo para recuperar seu número par. Pesquisas confirmaram que o oxigênio é capaz de formar estas moléculas altamente reativas dentro do organismo e que modificam as propriedades das partes das células.

O ataque dos radicais livres começa pelas membranas das células, tornando-as quebradiças, abrindo caminho para a entrada de várias partículas. Depois, rompem as mitocôndrias, os mecanismos produtores de energia da célula, e invadem o núcleo. As células então morrem. As rugas, por exemplo, são um resultado desse fenômeno. O organismo fica muito mais sujeito à doença. O importante é que os radicais livres podem ser combatidos. Como já havia citado antes, as vitaminas das frutas e verduras colocam enormes quantidades de antioxidantes no corpo. Existe até mesmo um tipo de tratamento que dá atenção especial aos radicais livres. É a chamada medicina ortomolecular, criação do bioquímico americano Linus Pauling.

É importante ressaltar o envelhecimento a nível de transformações ambientais, sócio-econômicas e culturais. Pois o rítmo de vida varia com a sociedade, por exemplo se uma pessoa vive numa sociedade moderna e capitalista, onde a demanda principal visa o crescimento econômico, a competitividade, a produtividade, o consumo etc. Provavelmente, esse clima tenso será gerador de estresse.

Outros caminhos a serem trilhados para evitar um envelhecimento precoce e com mais saúde: dormir qualitativamente bem e o número de horas suficientes para se sentir descansado, fazer exercícios físicos: o mais indicado é andar, evitar o estresse, além de alimentar-se de maneira balanceada, evitando exageros.

www.icb.ufmg.br


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos