Tabagismo/Fumo/Cigarro - Qual o impacto tabagismo no meio ambiente?
Esta página já teve 115.931.070 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.695 acessos diários
home | entre em contato
 

Tabagismo/Fumo/Cigarro

Qual o impacto tabagismo no meio ambiente?

30/07/2004

O cigarro é prejudicial ao meio ambiente por diversos motivos:

A) Poluição domiciliar
- O cigarro é considerado o maior agente poluente dos ambientes domiciliares.
- Nos ambientes fechados em que se fuma, o nível de partículas suspensas no ar costuma ser bem superior ao limite aceitável (60 mcg/cm3). Em uma festa pode atingir 200 mcg/cm3; em bares e restaurantes, 400 mcg/cm3; sala de jogos, 600 mcg/cm3.
- O nível de monóxido de carbono pode atingir limites absurdos (mais de três vezes o limite máximo aceitável) quando pessoas fumam em recintos fechados.

B) Desmatamento
- Matas são desmatadas com o objetivo de limpar a terra para o plantio do fumo e produzir lenha para abastecer os fornos que secam as folhas de tabaco.
- Estima-se que para cada 300 cigarros produzidos uma árvore é derrubada. No ano de 1994 foram produzidos 163 bilhões de cigarros, representando a destruição de 540 milhões de árvores.

C) Agrotóxicos
- No cultivo do fumo são empregados potentes agrotóxicos que contaminam o solo, o agricultor e os animais.

D) Incêndios
- Estima-se que cerca de 20% dos incêndios no mundo são provocados por pontas de cigarros desprezadas de maneira inadvertida.

PneumoAtual


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos
 
Hacked by
#TeaMGh0sT

~ DB GOT DROPPED ~