Tabagismo/Fumo/Cigarro - Se parar de fumar vou engordar?
Esta página já teve 114.653.761 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.775 acessos diários
home | entre em contato
 

Tabagismo/Fumo/Cigarro

Se parar de fumar vou engordar?

30/07/2004

PORQUE A GALERA ENGORDA QUANDO PARA DE FUMAR ?

A forma como o "seio" é dado e a forma como ele é recebido exerce influência no bom ou mal desenvolvimento da psique.

Frances Tustin _ Psicoterapeuta especialista em crianças autistas.

Há uma certeza: a esmagadora maioria dos fumantes ganha peso quando para de fumar. Pode vir a ser, inclusive, um ganho significativo, entre 5 e 20 % do seu peso habitual. Um brotão de 50 kgs pode alcançar os 60 kgs, num espaço de um ano. Perdê-los, será outra história...

Com frequência, vejo moças e moços buscando não importa qual método revolucionário, aliás, todos os que vejo se dizem revolucionários, para perder aqueles impossíveis quilões. E, olhe que sempre aparece um revolucioário composto de escurulungaba da serra, associado, numa fórmula revolucionária, ao chá de micurulupa da Amazônia, que, por módicos zilhões de reais, pode ser entregue na sua residência, bastando para isso que você disque, agora, o 0900OPERADORAXXVSC.

Para encerrar, surge uma comprovação incontestável, com trabalhos realizados em universidades estrangeiras seríssimas, de que a escurulungaba da serra associado ao pó de micurulupa da Amazônia age sobre a síntese do ácido nadanosguengos, um dos maiores responsáveis pela formação de estrias, de celulites, de banha carnuda e de pensamentos idiotas. E, além desta fantástica oferta, surge a oportunidade de que você, como foi um(a) comprador(a) bonitinho(a), receba, inteiramente grátis, o creme rejuvenescedor guapa do brejo molhado, para ser utilizado concomitantemente com massagem de endermolipoesculturadechernobylbotox, que reduz o colesterol ruim, acaba com o desânimo, a fraqueza sexual e, conforme comprovaram diversas clientes que experimentaram e aprovaram o produto, traz o amado de volta em 7 dias. Além desta maravilhosa promoção, se v. pagar com cartão de crédito (em que logo, logo, você vai estar pagando o 'mínimo' e rolando a dívida até ficar devendo as calcinhas ou as cuecas), receberá um litro do maravilhosésimo shampoo totalzal, uma novidade da indústria de cosméticos, um composto de ervas marinhas do deserto, adequado, ao mesmo tempo, aos cabelos oleosos-secos-rebeldes-ressecados-tingidos-descolorados-e-qualquer-outra-babaquice-que-a-gente-não-entenda.

Existem diversas razões para o abandono do tabaco levar ao ganho dos quilões: boca, língua, nariz, mãos, tireóide, ansiedade, solidão, depressão, etc.

Vejamos, há duas coisas que nos fazem sentir atração pela comida, além do sentido visão, é claro _ o cheiro e o gosto do alimento. Os fumantes tem tanto o olfato, como vimos antes, quanto o paladar diminuídos. As papilas gustativas (estruturas que pertencem à língua), pela permanente agressão da fumaça dos cigarros, acabam por exercer menos a sua função, tornando menos perceptível o sabor de qualquer refeição. A língua humana possui 100 mil papilas gustativas. Após um período sem fumar, se as lesões da língua não forem demais, pouco a pouco o(a) ex-fumante começa a desenvolver novamente seu paladar mais apurado, com os alimentos se tornando mais saborosos.

Pelo alto poder de difusão sanguínea e tecidual das substâncias da fumaça, a tireóide (uma glândula situada na parte da frente do pescoço) do fumante tambem é atingida. A alteração tireoideana do fumante, chamada hipertireoidismo, faz com que esta glândula funcione além do necessário. Com isto, enquanto fuma, toda pessoa tem um certo grau de hipertireoidismo e, por conseguinte, é mais magra do que seria em condições normais. Quando a pessoa para de fumar, surge um mecanismo inverso, um hipotireoidismo reacional, que faz aparecer um ganho de peso no primeiro ano.

Se algum(a) de vocês resolver fumar para emagrecer, nunca mais fale comigo, estaremos de mal para todo o sempre. Além do quê, os donos das indústrias de fumo rolariam pelo chão, de alegria, por este motivo, não bolado por eles, de vender mais cigarros e ganhar mais dinheiro.

Em relação a mãos e dedos, a coisa é séria. Pensem comigo (estarei sendo muito autoritário, para o gosto de vocês ? Se estiver, falem logo, fechem o livro, cliquem no xisinho, protestem de alguma forma !): leva-se, mais ou menos, cinco minutos para fumar-se um cigarro inteiro > um maço, tendo vinte cigarros, manterá os dedos do(a) bacana ocupados por uma hora e quarenta minutos do dia. (5 min x 20 cigarros = 100 min / 24 h) > imaginando-se que durma-se oito, destas vinte e quatro horas do dia, significaria dizer que, das dezesseis horas acordadas, que transformadas em minutos são 960 minutos, mais de 10 % delas o fumante segura aquele rolinho branco, por anos e anos.

Ao suspender-se o vício, aquele hábito de ter algo entre dedos por 10 % do dia se esvai, como num passe de mágica. Podem acreditar que, em parte, o ex-fumante ganha peso por procurar manter seus dedos ocupados, só que desta vez com sorvetes, biscoitos, pipocas, amendoins, sanduíches, refrigerantes, coxinhas de galinha, risoles, pavês, empadas, garfo-faca, copos, etc.

Bom, a ansiedade ( e a falsa idéia de que comendo consegue-se diminuí-la ) é, certamente, a maior causa da engorda.

Dizem os entendidos em Psicologia, que durante nossa fase inicial de vida, bebezões, a primeira forma de prazer e aconchego é dada pela amamentação e, posteriormente, pela mamadeira, pela chupeta ou o próprio dedinho. Esta ligação "boca-cigarro", em muito se parece com a dos bebês, "boca-bico do seio". Vocês já devem ter visto, um bebê que chora desesperadamente, acalmar-se em contato com aquele peitão que lhe é oferecido. Muitas das vezes, não havia fome, era só a necessidade do contato. Isto se passa num nível inconsciente para nós. Num momento de stress, sufoco ou grande alegria, depois de já grandinhos, quereríamos aquele "seio", aquele "bico". O cigarro representaria aquele seio calmante e prazeiroso. Na ausência dele, algo que entre pela boca, quem sabe um pedaço de pizza, e outro, e uma torta de chocolate, para esperar o jantar com tranquilidade. Vocês já repararam na tradição do pai de um bebê que nasce, oferecer charutos para os presentes, pois é, depois daquela ansiedade natural da hora do parto, um misto de alegria e relaxamento, o levam a precisar de um bico qualquer pra chupar. Há tambem aquela outra tradicional do: " o whiskyzinho antes e o cigarro depois " (como eu não sei em que estágio vocês estão, fico na minha. "Quem já viu não se admira, quem não viu não sabe o que é!" ).

Lembro, agora, da minha filha Lívia que, aos quatro anos, decidiu parar de usar chupeta. Ela partia para o sono cheia de vontade e, depois de rolar pela cama, sem conseguir dormir, pedia a chupeta de volta, dizendo que seria só naquela noite. A pequenina sofreu um bocado (mas conseguiu). Nunca a vi tão orgulhosa quanto no dia seguinte à primeira noite sem chupeta. A chupeta havia criado nela uma dependência psíquica que ela conseguiu superar. O problema dos fumantes é, primeiro, que também têm dependência física à nicotina, segundo, que, ao contrário da chupeta que usa-se por uns três a quatro anos, o fumante normalmente carrega uma dependência de dez, vinte, trinta, quarenta anos, se não mais (Thiago, meu filho menor, então com quatro meses de idade, enquanto escrevia esta linha, estava atracado com bico do seio da mãe dele).

Vocês, adolescentes, já não deveriam estar na idade de usar chupeta, porém, posso garantir que muitos ainda a estariam buscando, quando compram ou filam um cigarrinho-inocente-só-unzinho...

Kamil Yavuz©Cartunista

Bom, já que estamos falando sobre aleitamento, vejam o que pode ocorrer com as mães que fumam durante este período. Algumas mães conseguem parar de fumar durante a gestação, porém, consideram a sua missão cumprida quando o(a) moleque nasce, justamente na época em que começam a amamentar seus filhotes:

as mães fumantes representam a maior incidência de mães que não amamentam
as mães fumantes desmamam precocemente
há redução do suprimento do leite ( 514ml/dia_mãe não fumante e 406ml/dia_mãe fumante)
há inibição do reflexo de ejeção do leite
há redução dos níveis de prolactina no sangue
há desencadeamento de sintomas nos bebês: náuseas, vômitos, cólicas abdominais e diarréia

Luíza Tomé, atriz

Caso desejem maiores informações sobre nutrição, escrevam para Roberta Greco, nutricionista do nosso Centro de Apoio ao Tabagista ( CAT ).

Caso queiram descobrir mais, sobre o mundo incrível da amamentação (Amamentação on line).

Entretanto, há pessoas que ganham peso após a parada de fumar, por causa das doenças provocadas pelo fumo, podem ser tratamentos contra o câncer, transplantes de órgãos, enfisema pulmonar, etc...


A americana Pam era magrinha, começou a fumar, na adolescência, para parecer mais velha. Hoje, lamenta-se pela decisão tomada. Desenvolveu uma doença chamada Enfisema Pulmonar, teve de ser submetida à transplante de pulmão e viverá à base de remédios para o resto da vida. Acabou, por causa disso, com o tratamento necessário, aos 27 anos, ganhando muito peso e aspecto envelhecido. A Pam tem dado inúmeros depoimentos em seu país, tentando ajudar os jovens a compreender o perigo que é fumar.

www.cigarro.med.br


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos