biologia molecular - Evolução 6
Esta página já teve 113.955.525 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.862 acessos diários
home | entre em contato
 

biologia molecular

Evolução 6

11/06/2003

Mutação:

 

A grande variabilidade é causada primariamente pela mutação. Não que este seja o fator mais importante, mas foi o que apareceu em primeiro lugar. Uma mutação em um gene é uma informação hereditária, poderá ser transmitida às próximas gerações. Imagine um gene presente em todos os indivíduos de uma população. Todos esses genes são iguais, porém, em certa altura, ocorre uma mutação que modifica ligeiramente este gene. Caso essa mutação possa ser transmitida aos descendentes daquele animal, logo esse gene "diferente" (ou seja, um novo alelo) estará presente na população.

Mas tenha sempre em mente:

- Para que este alelo seja transmitido aos descendentes, é necessário que ele faça parte das células germinativas (ou gametas). Claro, se um indivíduo sofre uma mutação em uma célula, digamos, do estômago, é claro que esta mutação não será transmitida aos descendentes. Estamos falando de mutações que ocorrem na produção das células germinativas.

- Para que este gene se distribua entre a população, você deve entender que serão necessárias várias gerações, ou seja, os descendentes dos indivíduos daquela população original é que irão portar este novo alelo. Claro, o gene não pode "saltar" de um indivíduo para outro.

- Como todas as células do corpo possuem um conjunto completo de cromossomos (e genes), então a mutação estará presente por todas as células do descendente.

Podemos considerar as mutações como sendo espontâneas ou induzidas. As mutações espontâneas são aquelas que ocorrem ao acaso, sem uma causa definida, ou melhor, que ocorrem sem uma causa aparente. As mutações induzidas são aquelas que aparecem em decorrência da utilização de agentes mutagênicos. Hoje em dia sabemos que determinadas substâncias químicas e outros fatores físicos podem induzir mutações. Assim, se um cientista necessita estudar uma mutação determinada, não precisa esperar que o acaso crie essa mutação; ele se utiliza dos agentes mutagênicos para aumentar a probabilidade de ocorrer a mutação desejada.


Atualmente o estudo das mutações em seres vivos tem levado os cientistas à grandes descobertas nas áreas de Genética e Evolução. Utiliza-se também estes conhecimentos para o benefício direto do homem, no caso do melhoramento genético de determinados organismos (animais e vegetais) úteis ao homem, que são selecionados artificialmente.


A mutação é a base da variabilidade. Claro, se o DNA se autoduplicasse sempre da mesma maneira, sem nunca se modificar, todos os organismos com o mesmo DNA seriam exatamente iguais. Aliás, não existiriam outros organismos vivos senão aqueles de bilhões de anos atrás, quando a vida na Terra se iniciou. Podemos dizer que graças à mutações ocorridas no DNA os organismos foram se modificando, gerando novas espécies que ao longo do tempo evoluíram até os organismos atuais.

 

www.ib.usp.br


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos