Hipertensão/Pressão Alta - Alimentos para a hipertensão
Esta página já teve 117.253.888 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.635 acessos diários
home | entre em contato
 

Hipertensão/Pressão Alta

Alimentos para a hipertensão

11/09/2004
Mesmo que em 90% dos casos de hipertensão não haja uma causa identificável, existem vários fatores associados ao seu desenvolvimento, e o excesso de peso é um deles. Ele é responsável pelo aumento de 2 a 6 vezes do risco de hipertensão. Os hipertensos com excesso de peso devem adotar programas de redução de peso. 
  
Segundo as IV Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial, o índice de massa corporal (peso/altura2) deve ser inferior a 25kg/m2 e a circunferência da cintura inferior a 102cm para homens, e 88cm para mulheres. Mesmo a redução de 5% a 10% do peso inicial já é capaz de produzir uma redução na pressão arterial. 
  
Está estabelecido que uma dieta equilibrada é aquela constituída pela ingestão de frutas, verduras, derivados de leite desnatado, e alimentos com quantidade reduzida de gorduras saturadas e colesterol. Mas o hipertenso deve atentar-se ainda a outros cuidados com sua dieta. 
  
É extremamente importante que as pessoas com hipertensão reduzam a quantidade de sal na elaboração de refeições e retirem o saleiro da mesa. Isso porque, no corpo humano, o sal age como uma esponja retendo água nos tecidos, permitindo uma elevação da pressão arterial. 
  
O sódio é encontrado naturalmente em quase todos os alimentos que ingerimos, mesmo que sem a adição de sal na preparação e ainda que não tenha sabor salgado. Esta pequena quantidade de sal é capaz de suprir as necessidades diárias do organismo. 
  
As novas Diretrizes prescrevem a ingestão de até 6g/dia de sal (2 colheres de chá rasas ou 4g, além das 2g de sal já presentes nos alimentos naturais). Os especialistas recomendam ainda que se dê preferência a temperos naturais como limão, ervas, alho, cebola, salsa e cebolinha, ao invés dos industrializados. 
  
Alimentos com alto teor de gordura são também aquela com maior quantidade de sal. As fontes industrializadas (enlatados, conservas, defumados etc.) são igualmente ricas em cloreto de sódio. 
  
A ingestão de potássio também é prescrita. O potássio é uma fonte mineral cujas propriedades têm efeitos favoráveis em relação à redução da pressão. Ele é encontrado principalmente em frutas, legumes e vegetais de cor verde-escura. A dieta rica em vegetais e frutas contém 2 a 4g de potássio por dia e pode ser útil na redução da pressão e na prevenção da hipertensão arterial. 
  
ÁLCOOL 
  
A relação entre o alto consumo de bebida alcoólica e a elevação da pressão arterial tem sido estudada em várias pesquisas. Algumas delas já demonstraram que a redução da ingestão de álcool pode reduzir a pressão arterial naquelas pessoas que consomem grandes quantidades de bebidas alcoólicas. 
  
A recomendação dos médicos é a seguinte: para os homens a ingestão diária não deve ultrapassar 1 garrafa de cerveja, ou 2 taças de vinho ou 1 dose de destilados. Mas atenção: para as mulheres, homens de baixo peso ou pessoas obesas, esses valores caem para a metade. Para os especialistas, o ideal mesmo é abandonar o consumo de álcool. 
  
A dieta do hipertenso deve conter baixo teor de gordura, principalmente saturadas, baixo teor de colesterol e sódio e elevado teor de potássio e fibras. Importante também é que a dieta seja acompanhada de hábitos de vida saudáveis: prática de atividade física regular, abandono do tabagismo, ingestão moderada de bebidas alcoólicas, controle do estresse e manutenção do tratamento medicamentoso, quando houver. 
  
Recomendações dietéticas das Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial 
  
Preferir
- Alimentos cozidos, assados, grelhados ou refogados.
- Temperos naturais: limão, ervas, alho, cebola, salsa e cebolinha.
- Verduras, legumes, frutas, grãos e fibras.
- Peixes e aves preparadas sem pele.
- Produtos lácteos desnatados.
  
Limitar 
- Sal.
- Álcool.
- Gema de ovo: no máximo 3 por semana.
- Crustáceos (caranguejo).
- Margarinas, dando preferência às cremosas, alvarinas e ricas em fitosterol.
  
Evitar 
- Açúcares e doces.
- Frituras.
- Derivados de leite na forma integral, com gordura.
- Carnes vermelhas com gordura aparente e vísceras.
- Alimentos processados e industrializados: embutidos, conservas, enlatados, defumados e salgados de pacote.
  
Tabela com a quantidade de sal e potássio contida em certos alimentos
(Composição química dos alimentos por 100 gramas) 
  
Não-recomendados 
  
Alimentos / Sal (g) / Potássio (mg) 
Carne-de-sol / 10,8 / 200
Bacalhau Salgado / 14,3 / 603
Bacon defumado / 2,6 / 236
Caviar / 3,8 / 531
Manteiga com sal / 2,5 / 303
Presunto cozido / 4,8 / 237
Lingüiça-porco / 2,9 / 268
Batata Chips / 1,6 / -
Picles / 3,0 / -
Pizza / 1,8 / 130
Azeitona / 3,0 / -
Queijo Camembert / 3,1 / 66
Queijo Roquefort / 3,0 / 82
Salame / 5,3 / 376
Salsicha / 2,5 / 235
  
Com moderação 
  
Alimentos / Sal (g) / Potássio (mg) 
Maionese / 1,5 / 17
Macarronada / 1,0 / 121
Requeijão / 1,0 / 53
Pão francês / 1,5 / 141
Ovo / 0,3 / 128
Doce de leite / 0,3 / 393
  
Os recomendados 
  
Alimentos / Sal (g) / Potássio (mg) 
Carne magra / 0,3 / 112 
Peixe / 0,3 / 182 
Cream Cracker / 0,3 / 35
Fígado / 0,3 / 248
Galinha / 0,3 / 211
Gelatina / 0,4 / 42
Ricota / 0,5 / 64
Queijo-Minas / 0,7 / 153
Peru / 0,3 / 288
Maçã / - / 64
Mamão / 0,1 / 212
Manga / - / 76
Maracujá / 0,1 / 360
Mel de abelha / - / 34
Melancia / 0,0 / 42
Melão / 0,2 / 429
Morango / 0,1 / 155 
Óleo de soja / - / 4
Pepino / 0,1 / 76
Pêra / 0,1 / 132
Pêssego / 0,1 / 121
Pimentão verde / 0,1 / 154
Quiabo / 0,1 / 31
Rabanete / 0,2 / 383
Repolho / 0,1 / 161
Tomate / 0,1 / 209
Uva branca / 0,1 / 188

(Fonte-tabela: http://www.providanet.com.br/ )

Fonte: Portal Unimeds


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos