Vascular/Cirurgia Vascular/Circulação - Doença Arterial Obstrutiva Periférica dos Membros Inferiores
Esta página já teve 115.919.859 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.699 acessos diários
home | entre em contato
 

Vascular/Cirurgia Vascular/Circulação

Doença Arterial Obstrutiva Periférica dos Membros Inferiores

13/09/2004
Avaliação de Doença Arterial Obstrutiva Periférica dos Membros Inferiores




Em um artigo publicado recentemente na Journal for Vascular Ultrasound, os autores avaliaram o desempenho do volume de pulso registrado da forma  média de onda e o resultado do índice de função de transferência (IFT). A proposta do estudo foi desenvolver e validar  critérios diagnósticos para o uso do IFT como um instrumento de avaliação de pacientes com doença arterial obstrutiva periférica (DAOP).

 

O estudo avaliou prospectivamente 146 membros para DAOP utilizando critérios validados previamente e imagem de ultrassom e posteriormente correlacionou as medidas do IFT a diversos níveis de cada extremidade. Dos 146 membros avaliados, 61 foram classificados como não tendo doença hemodinamicamente significante, 46 como tendo doença leve a moderada e os 39 restantes categorizados como gravemente doentes.

 

O valor médio do IFT para cada categoria foi de 1.05 (±0.15) para os membros categorizados como normal,  0.86 (±0.07) para os membros categorizados como leve a moderado e 0.76 (±0.06) para os membros categorizados como grave (p < 0.001). A curva característica do operador receptor mostrou que o melhor corte para diferenciar entre os membros normais e alterados foi um IFT de 0.94, com uma sensibilidade de  92% e uma especificidade de 90%.

 

Os autores concluíram que o IFT poderia efetivamente ser utilizado para uma avaliação rápida e objetiva de pacientes para a presença de DAOP.

Evaluating the Lower Extremities for Peripheral Arterial Obstructive Disease Using the Transfer Function Index - Journal for Vascular Ultrasound - 2004; 28(1):9-12

Title: Evaluating the Lower Extremities for Peripheral Arterial Obstructive Disease Using the Transfer Function Index
Author(s): Gene A. Doverspike RVT ; Phillip J. Bendick PhD, RVT ; Delores Brown RVT ; Jamie Hubbard ; Deanna Shelpman RVT ; Charles J. Shanley MD
Source: Journal for Vascular Ultrasound      Volume: 28 Number: 1 Page: 9 -- 12
Publisher: Society of Vascular Ultrasound
Abstract: We have evaluated the performance of pulse volume recording waveform averaging and the resulting transfer function index (TFI). The purpose of this study was to develop and validate diagnostic criteria for the use of TFI as a tool for the evaluation of patients with peripheral arterial obstructive disease (PAOD). The study prospectively evaluated 146 limbs for PAOD using previously validated criteria for conventional indirect testing and duplex ultrasound imaging and then correlated TFI measurements at multiple levels of each extremity. Of the 146 limbs evaluated, 61 were classified as having no hemodynamically significant disease, 46 as having mild to moderate disease, and the remaining 39 categorized as severely diseased. The mean value of the TFI for each category was 1.05 (±0.15) for limbs categorized as normal, 0.86 (±0.07) for limbs categorized as mild to moderate, and 0.76 (±0.06) for limbs categorized as severe (p < 0.001). The receiver operator characteristic curve showed that the best cutoff to differentiate between normal and abnormal limbs was a TFI of 0.94, with a sensitivity of 92% and a specificity of 90%. We conclude that the TFI could effectively be used for rapid and objective evaluation of patients for the presence of PAOD.


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos
 
Hacked by
#TeaMGh0sT

~ DB GOT DROPPED ~