Tabagismo/Fumo/Cigarro - Os tabagistas sabem o que fazer para conseguir parar de fumar
Esta página já teve 110.997.813 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.777 acessos diários
home | entre em contato
 

Tabagismo/Fumo/Cigarro

Os tabagistas sabem o que fazer para conseguir parar de fumar

11/10/2004
 
Do smokers know how to quit: Knowledge and perceived effectiveness of cessation assistance as predictors of cessation behaviour

D. Hammond
P.W. McDonald
G.T. Fong
R. Borland

Addiction, 99, 1042-1048, 2004

Embora existam inmeros mtodos eficazes para parar de fumar, a grande maioria dos fumantes tenta parar por conta prpria sem qualquer ajuda profissional.

At o momento, h poucas evidncias cientficas que expliquem a baixa procura por mtodos ou programas eficazes no auxlio a tabagistas que desejam parar de fumar.

O artigo que escolhemos para ser resumdo esta semana foi publicado na revista Addiction deste ms e elaborado por psiclogos da Unidade de Pesquisa Especializada em Tabaco da Universidade de Ontario. O estudo teve como principal objetivo informar tabagistas sobre os mtodos existentes e confiveis para parar de fumar e, com isso, examinar o impacto destas informaes na cessao deste comportamento.


 
Introduo

Aproximadamente metade dos tabagistas tentam parar de fumar a cada ano, e menos de 10% destes obtm sucesso. Embora existam terapias eficazes, os seus benefcios, em termos de sade pblica, so limitados pois aproximadamente 80% dos tabagistas que tentam parar de fumar, o fazem sem qualquer medicamento ou qualquer outro mtodo ou orientao profissional.

A pouca procura por terapias para parar de fumar tem um importante impacto, tanto para a sade individual quanto em termos de sade pblica; enquanto menos de 5% dos tabagistas que procuram por mtodos eficazes para parar de fumar sem qualquer orientao formal continuaro abstinentes aps um ano, os mtodos existentes - terapias comportamentais, terapias de reposio nicotnica, bupropiona, entre outros aumentam a probabilidade de abstinncias de longa durao.
Atualmente, indivduos que buscam auxlio profissional para parar de fumar conseguem manter a abstinncia pelo menos duas vezes mais do que aqueles que no procuram. Ento, porque os tabagistas procuram to pouco pelo mtodos ou programas existentes para quem quer parar de fumar.
Os autores deste artigo enumeraram pelo menos trs razes:
1. A deciso de parar de fumar por conta prpria pode ser uma questo de preferncia pessoal. Por exemplo, muitos fumantes referem preferir parar de fumar sozinhos participar de programas comportamentais.
2. Insucessos em tratamentos anteriores poderiam desestimular novas tentativas com o mesmo ou com outros mtodos.
3. Os baixos ndices de procura por mtodos eficazes para cessao do tabagismo podem ser fruto de dificuldades existentes no acesso a estes mtodos, por exemplo, em termos de informao ou custo dos programas ou medicamentos.

Quando um grupo de tabagistas canadenses foi perguntado com relao aos mtodos conhecidos por eles para o tratamento de tabagistas, apenas 14% referiu adesivos de nicotina ou medicamentos como a bupropiona, 2% mencionou chiclete de nicotina e 16% disse que no existia nenhuma forma de ajudar tabagistas a parar. Este ltimo mostrou que a pouca procura por mtodos ou programas para parar de fumar tambm pode ser conseqncia de uma descrena na eficcia destes mtodos.

Desenho do estudo

De maneira aleatria, 616 sujeitos tabagistas adultos canadenses foram identificados via ligao telefnica e acompanhados por trs meses. Todos tinham de ter mais de 18 anos e ter fumado pelo menos 100 cigarros na vida e 1 cigarro por dia durante o desenrolar da pesquisa. Aproximadamente 57% da amostra era do sexo feminino. A mdia de idade foi de 39 anos e de 13 anos de educao formal. A mdia de cigarros fumados por dia foi de 16 e a mdia de tempo em que estes eram tabagistas foi de 19 anos. Os contatos telefnicos foram aleatrios, sendo que um total de 5348 telefonemas foram feitos.

Os tabagistas sabem o que fazer para conseguir parar de fumar - Parte II
Do smokers know how to quit: Knowledge and perceived effectiveness of cessation assistance as predictors of cessation behaviour

D. Hammond
P.W. McDonald
G.T. Fong
R. Borland

Addiction, 99, 1042-1048, 2004

Embora existam inmeros mtodos eficazes para parar de fumar, a grande maioria dos fumantes tenta parar por conta prpria sem qualquer ajuda profissional.

At o momento, h poucas evidncias cientficas que expliquem a baixa procura por mtodos ou programas eficazes no auxlio a tabagistas que desejam parar de fumar.

O artigo desta semana continuao do artigo publicado na revista Addiction deste ms e elaborado por psiclogos da Unidade de Pesquisa Especializada em Tabaco da Universidade de Ontrio. O estudo teve como principal objetivo informar tabagistas sobre os mtodos existentes e confiveis para parar de fumar e, com isso, examinar o impacto destas informaes na cessao deste comportamento.


 
Resultados

Um total de 87% dos tabagistas mencionaram que gostariam de obter mais informaes sobre onde procurar ajuda para parar de fumar.
Propores semelhantes de indivduos referiram que gostariam de informaes sobre como parar de fumar (86%) e sobre os benefcios de parar (85%). Setenta porcento dos indivduos mencionaram que gostariam de ver uma linha 0800 impressa nos pacotes de cigarro enquanto que 68% gostariam de ver um endereo eletrnico onde pudessem procurar obter informaes sobre o tabaco e orientaes parar de fumar.

Os tabagistas conhecem os mtodos existentes para parar de fumar?

Aproximadamente 67% dos participantes referiram conhecer os adesivos de nicotina; 55% referiram chicletes de nicotina e 43% mencionaram um medicamento tal como a bupropiona (Zyban).
Aproximadamente 11% dos entrevistados mencionaram um programa de aconselhamento, 6% citaram tcnicas comportamentais tais como exerccios e parar de fumar lentamente, enquanto que apenas 5% referiram a procura por um mdico como opo de tratamento para o tabagismo.
Aproximadamente 20% dos entrevistados falharam em citar pelo menos um mtodo para parar de fumar e 24% citaram pelo menos um mtodo sem eficcia comprovada como por ex. hipnose e acupuntura.

Os tabagistas acreditam na eficcia dos mtodos para parar de fumar?

Aproximadamente 78% dos participantes referiram que se estivessem motivados a parar de fumar o fariam com ou sem qualquer ajuda, ou seja, menos de dos participantes eram otimistas em relao a eficcia de mtodos para parar de fumar.
Sessenta e seis porcento dos entrevistados disseram no acreditar que procurar um mdico pudesse fazer qualquer diferena ou diminuir o nmero de cigarros fumados, 50% referiram o mesmo a respeito de aconselhamentos em grupo ou programas para parar de fumar e 36% disseram no acreditar em terapias de reposio nicotnica e 35% disseram no acreditar na eficcia da bupropiona.
De maneira geral, 14% disseram no acreditar em qualquer um destes mtodos e 16% disseram acreditar na eficcia desses 4 mtodos.
Pacientes que utilizaram previamente bupropiona (15%) ou terapia de reposio nicotnica (25%) acreditaram mais na eficcia de mtodos para parar de fumar.

Intenes de parar de fumar no incio do estudo

Vinte o trs porcento dos participantes (n=100) fizeram pelo menos uma tentativa de parar de fumar nos trs meses de seguimento do estudo. Destes, 40 indivduos conseguiram ficar pelo menos 7 dias continuamente abstinentes. Dos participantes que tentaram parar de fumar, 30% fizeram uso de bupropiona e/ou terapia de reposio nicotnica e o principal achado foi que os indivduos que desde o incio do estudo demonstraram confiana nos mtodos para parar de fumar tentaram parar 2 vezes mais do que os indivduos sem confiana nos mtodos existentes e adotaram 3 a 4 vezes mais mtodos para parar de fumar.

Concluses

Este estudo sugere que muitos fumantes desconhecem ou subestimam os mtodos existentes para parar de fumar. No foi surpresa que os pacientes conheceram mais as opes farmacolgicas para parar de fumar como adesivos e chicletes, do que mtodos comportamentais j que estes so mais difundidos pela mdia e pelos profissionais de sade. O surpreendente, segundo os autores, foi que menos de 1/3 dos entrevistados se lembraram dos produtos de reposio nicotnica ou da bupropriona.
Estes achados mostraram que a desinformao pode representar uma barreira importante para a adoo de tratamento.

Site lcool e Drogas sem Distoro (www.einstein.br/alcooledrogas)/Programa lcool e Drogas (PAD) do Hospital Israelita Albert Einstein


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos