Vascular/Cirurgia Vascular/Circulação - Papel do Monitoramento da Saturação de Oxigênio Tecidual no Diagnóstico de Fasceíte Necrotizante de Membros Inferiores
Esta página já teve 116.593.640 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.681 acessos diários
home | entre em contato
 

Vascular/Cirurgia Vascular/Circulação

Papel do Monitoramento da Saturação de Oxigênio Tecidual no Diagnóstico de Fasceíte Necrotizante de Membros Inferiores

02/11/2004




Dois pesquisadores de Taiwan realizaram um estudo, recentemente publicado na revista Annals of Emergency Medicine, com o objetivo de determinar a utilidade do monitoramento da saturação de oxigênio tecidual (SOT) no diagnóstico de fasceíte necrotizante (FN) das extremidades inferiores.

 

Foram estudados os pacientes que satisfizeram o critério de infecção de tecido mole em toda parte das extremidades inferiores por monitoramento da SOT (com espectroscopia no infravermelho próximo) sobre o terço médio das possíveis áreas envolvidas. Os casos com evidência de estase venosa crônica, doença vascular periférica, choque e hipóxia sistêmica foram excluídos. Foram medidos como referência o bíceps e áreas da perna contralateral não afetada. A SOT para cada área foi comparada com aquelas diagnosticadas como FN e aquelas com apenas infecção de tecido mole. A SOT foi apresentada como média ± desvio padrão. As curvas características de um sistema receptor (ROC - receiver operating characteristic) foram utilizadas para determinar um valor de corte de SOT para diagnóstico precoce de FN.

 

Participaram do estudo 234 pacientes consecutivos. Dezenove tiveram diagnóstico confirmado de FN (grupo N), enquanto que os outros 215 tiveram diagnóstico apenas de celulite (grupo C). A SOT medida no músculo bíceps foi de 86% ± 11% no grupo N e 85% ± 12% no grupo C. No grupo N, a perna com FN teve uma SOT de 52% ± 18% por todo o local envolvido, enquanto que a SOT medida nos valores comparativos encontrada no grupo C foi de 84 ± 7% (intervalo de confiança [IC] da diferença de 95%: 22% a 29%). Após fasciotomia, a SOT da perna com FN retornou a 82% ± 17% (IC 95%: 23% a 28% em comparação ao valor pré-fasciotomia) no grupo N. Para o valor de corte de SOT de menos que 70% (área sob a curva: 0,883; IC 95%: 0,817 a 0,949) definido pela curva ROC, o teste revelou uma sensibilidade de 100% (IC 95%: 82% a 100%), uma especificidade de 97% (IC 95%: 94% a 99%) e uma precisão de 97% (IC 95%: 95% a 99%).

 

Os autores concluíram que os baixos valores de saturação de oxigênio tecidual medidos pela espectroscopia no infravermelho próximo por todas as áreas envolvidas das extremidades inferiores são de valor na identificação de fasceíte necrotizante, e que este método pode oferecer um procedimento não invasivo confiável de avaliar as extremidades inferiores com risco desta doença, pelo menos para uma população selecionada de pacientes.

Role of tissue oxygen saturation monitoring in diagnosing necrotizing fasciitis of the lower limbs - Annals of Emergency Medicine; 2004; 44 (3): 222-228

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos