Receitas Kasher/Cozinha Judaica - Comida Kasher
Esta página já teve 116.466.290 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.684 acessos diários
home | entre em contato
 

Receitas Kasher/Cozinha Judaica

Comida Kasher

31/12/2004

Por Fernanda Pikman e Priscila Di Ciero
Consultor e colaborador: Breno Lerner (Editora Melhoramentos)
 
 
As leis do "Kashrut" (próprio para o consumo, bom) são referentes aos hábitos alimentares dos judeus, essas leis encontram duas explicações totalmente opostas. A primeira afirma que esse modo de se alimentar foi instituído para garantir a saúde do povo, fazendo com que só fossem ingeridos pelos judeus alimentos com poucas chances de serem sujos ou portadores de doenças.

Sabe-se que esta explicação não é verdadeira, pois alguns estudos mostram que a qualidade de vida dos judeus não é afetada pela observância das leis alimentares, nem que a saúde é melhorada.

A segunda explicação diz que a única razão para que fossem observados esses modos de alimentação está na Bíblia- Levítico 11:44-45- explica a razão da imposição das dietas alimentares de maneira simples e direta: "Pois Eu sou o Senhor seu Deus, e vos sereis santificados, pois Eu sou santo....porque Eu sou o Senhor que os tirou da Terra do Egito para ser seu Deus. Vocês devem portanto, serem santificados", ou seja a razão está além do compreendimento humano.

A origem da Kashrut é realmente controversa. A versão mais aceita hoje é de que havia uma enorme necessidade de diferenciar "o povo escolhido" dos povos pagãos. Nada melhor do que tomar os atos cotidianos e santificá-los criando regras e restrições. Independentemente da razão dessas leis, foi concluído que elas nos treinam a tornarmos mestres de nossos apetites, nos acostumarmos a restringir nossos desejos e evitam que comer e beber tornem-se a razão da existência de um homem.
"A Cozinha Judaica"
O escritor e gourmet Breno Lerner lançou o seu terceiro livro "A Cozinha Judaica". O livro traz 108 receitas "orais" das avós judias que faz parte da coleção "Receitas Internacionais" da Editora Melhoramentos, do qual também é diretor. Bem à moda antiga, as 108 receitas foram coletadas por ele à beira do fogão de suas avós, que seguiam fielmente os preceitos da religião judaica. É um livro de cozinha judaica e, talvez por isso mesmo, bem familiar. Segundo Lerner, "os pratos podem ser executados por qualquer um, independentemente de sua crença".

Para Lerner, não existe uma cozinha judaica, mas um modo judaico de preparar a cozinha dos outros. "Os judeus adaptaram sua cozinha com os recursos da região em que se estabeleceram, mas a essência dos pratos é a mesma", explica. Ou seja, os preceitos religiosos foram mantidos. A preocupação do autor foi justamente esta: a de manter a tradição das receitas.

Livro: A Cozinha Judaica, de Breno Lerner, Série Receitas Internacionais, Editora: Melhoramentos

MSN


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos
 
Hacked by
#TeaMGh0sT

~ DB GOT DROPPED ~