Genética/Clonagem/Terapia gênica - Nasce o primeiro animal clonado comercialmente
Esta página já teve 111.018.672 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.775 acessos diários
home | entre em contato
 

Genética/Clonagem/Terapia gênica

Nasce o primeiro animal clonado comercialmente

09/01/2005

O primeiro animal doméstico clonado para fins comerciais nasceu nos Estados Unidos, anunciou nesta quinta-feira a empresa responsável pela clonagem, baseada em Sausalito, na Califórnia.
O gato Little Nicky, que nasceu há nove semanas, foi clonado no laboratório da empresa, a Genetic Savings and Clone, a partir do DNA de um gato de uma mulher texana. O animal morreu no ano passado aos 17 anos.

A mulher, em entrevista à agência de notícias Associated Press, disse que os dois animais são idênticos e têm a mesma personalidade. "Estou muito feliz", disse Julie, a cliente da empresa, que não quis ter o seu nome completo divulgado com medo de represálias por parte de grupos contrários à técnica.

A mulher pagou US$ 50 mil (cerca de R$ 150 mil) pela clonagem. O anúncio da clonagem comercial já provocou reação entre grupos defensores de animais e organizações contrárias à clonagem.

Manipulação

Os grupos defensores dos animais alegam que milhares de animais domésticos precisam ser sacrificados todos os anos, por não terem uma casa para morar vendo, portanto, a clonagem como um crime contra os bichos.

Já as organizações contrárias à clonagem vêem a cópia do material genético de um gato como uma exploração desnecessária da vida animal, que seria mais grave se feita com fins lucrativos.

Além disso, esses grupos temem que a clonagem de animais comercialmente abra um precedente para a clonagem comercial de seres humanos, assim que a técnica for dominada pela ciência.

Os grupos alertam ainda para os riscos envolvendo a clonagem. Segundo pesquisas, os animais até agora clonados pela ciência apresentam problemas de saúde mais freqüentemente do que os animais normais.

A empresa responsável pela clonagem de Little Nicky, no entanto, afirma ter desenvolvido uma nova técnica que consiste em condensar e transferir somente o material genético do animal de origem para um óvulo doador, e não todo o núcleo celular - como era feito antes.

Isso, segundo a empresa, melhora a saúde e a aparência do clone.

A Genetic Savings and Clone afirmou que já tem cinco novas encomendas para clonar gatos e deve começar a clonar cachorros no ano que vem, um mercado que seria ainda mais rentável.

Oncocamp


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos