Tabagismo/Fumo/Cigarro - País perde sem acordo antifumo
Esta página já teve 116.548.205 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.684 acessos diários
home | entre em contato
 

Tabagismo/Fumo/Cigarro

País perde sem acordo antifumo

02/02/2005

 

O Brasil poderá ter prejuízos econômicos se ficar de fora da Convenção para o Controle do Tabaco, assinado em 2003, que aguarda uma ratificação do Senado. O acordo prevê o estabelecimento de um financiamento para que os países possam ajudar seus produtores de fumo a transferir seu plantio para outros produtos.

Sem fazer parte do acordo, o Brasil não poderia participar da primeira conferência das partes que debateria a criação desse mecanismo de apoio financeiro.

A avaliação é do diretor do Instituto Nacional do Câncer (Inca), José Gomes Temporão, que está em Genebra nesta semana para uma reunião que debaterá a criação de uma organização para monitorar os trabalhos de controle do tabaco. "Corremos o risco de perder politicamente e economicamente estando fora da convenção", afirmou Temporão. Segundo ele, o ministro da Saúde, Humberto Costa, iniciará nesta semana um lobby em Brasília para acelerar o processo de aprovação do documento.

O acordo foi negociado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e já conta com 55 adesões. Mas o Brasil, que presidiu os debates por três anos, ainda não faz parte do tratado. Os produtores brasileiros alegam que o acordo poderá provocar desemprego e conseguiram interromper a aprovação no Senado. Mas, segundo estudos da agência americana de controle de alimentos e remédios, a FAO, a perda de postos de trabalho não ocorreria a médio prazo. Para longo prazo, porém, alguns mecanismos de transformação do setor serão avaliados, possivelmente com o financiamento de instituições multilaterais.

Fonte: Estado de São Paulo, 01/02/05


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos