alergia - Mediadores Inflamatórios Urinários e Inalação de Salina Hipertônica em Crianças
Esta página já teve 115.041.177 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.741 acessos diários
home | entre em contato
 

alergia

Mediadores Inflamatórios Urinários e Inalação de Salina Hipertônica em Crianças

24/02/2005




Os mecanismos inflamatórios da broncoconstrição induzida pela solução salina hipertônica ainda não estão bem entendidos.  Em um artigo publicado recentemente na revista Allergy, 17 asmáticos com (n = 11) e sem hiperresponsividade brônquica (HRB) (n = 6) e 18 controles não asmáticos e não atópicos sem HRB selecionados ao acaso foram avaliados através de amostras de urina coletadas antes e uma hora após o teste de provocação com solução salina hipertônica.

 

A histamina, prostaglandina F2 (11-PGF2) e leucotrieno E4 (LTE4) foram analisados por imunoensaio enzimático (IEE) e a proteína X eosinofílica (EPX) foi analisada por radioimunoensaio (RIE). Os níveis de leucotrieno E4 (LTE4) aumentaram significativamente após os testes de provocação, tanto nos pacientes asmáticos (média: 354 pg/mg pré-provocação vs 628 pg/mg pós-provocação; P = 0.05) quanto nos controles (média: 294 pg/mg pré-provocação vs 460 pg/mg pós- provocação; P< 0.01).  Os níveis de histamina também aumentaram significativamente nos controles (média: 299 mol/mg pré-provocação vs 569 mol/mg pós-provocação; P = 0.03). No entanto, os níveis de 11-PGF2 e EPX não alteraram significativamente após os testes de provocação nos asmáticos e nos controles.

 

De acordo com os autores, a inalação de solução salina hipertônica aumentou a excreção urinária de LTE tanto nos asmáticos quanto nos controles. Um discreto aumento de leucotrienos foi suficiente para induzir  obstrução das vias aéreas em alguns asmáticos devido a hiperresponsividade nestas vias aéreas.

Urinary inflammatory mediators and inhalation of hypertonic saline in children - Allergy – 2005; 60(1):60

Allergy
Volume 60 Issue 1 Page 60  - January 2005
doi:10.1111/j.1398-9995.2004.00623.x
 
Original article
Urinary inflammatory mediators and inhalation of hypertonic saline in children
X.-M. Mai1, M. F. Böttcher1,2, M. Bruhammar3, L. Nilsson1, O. Zetterström3

Background: The inflammatory mechanisms of hypertonic saline-induced bronchoconstriction are not well understood.

Methods: Seventeen asthmatics with (n = 11) and without bronchial hyperresponsiveness (BHR) (n = 6) and 18 randomly selected nonatopic nonasthmatic controls without BHR were evaluated by urine samples collected before and 1 h after hypertonic saline provocation test. Histamine, 11beta-PGF2alpha, and LTE4 were analysed by enzyme immunoassay (EIA) and eosinophil protein X (EPX) by radioimmunoassay (RIA).

Results: The levels of leukotriene E4 (LTE4) increased significantly after the challenge tests, both in the asthmatics (median: 354 pg/mg pre-challenge vs. 628 pg/mg post-challenge; P = 0.05) and in the controls (median: 294 pg/mg pre-challenge vs. 460 pg/mg post-challenge; P < 0.01). The levels of histamine also increased significantly in the latter (median: 299 mumol/mg pre-challenge vs. 569 mumol/mg post-challenge; P = 0.03). However, the levels of 11beta-PGF2alpha and EPX did not change significantly after the challenge tests either in the asthmatics or in the controls.

Conclusions: The inhalation of hypertonic saline increased urinary excretion of LTE4 both in the asthmatics and in the controls. The slight increase of leukotrienes was enough to induce airway obstruction in some of the asthmatics, because of the hyperresponsiveness in their airways.

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos