Genética/Clonagem/Terapia gênica - Brasileiros seqüenciam genoma de vírus agrícola
Esta página já teve 110.803.079 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.763 acessos diários
home | entre em contato
 

Genética/Clonagem/Terapia gênica

Brasileiros seqüenciam genoma de vírus agrícola

02/05/2005
 
O vírus causador da leprose dos citros, uma das principais ameaças da lavoura da laranja no país, acaba se transformar na mais nova vítima da pesquisa genômica brasileira

Pesquisadores da empresa de biotecnologia Alellyx, de Campinas, anunciaram ontem a conclusão do seqüenciamento genético do microrganismo, que é transmitido à planta por meio de um ácaro.

"A idéia é que, com o genoma decifrado, poderemos fazer uma planta que seja resistente a ele", disse o pesquisador e presidente da empresa, Fernando Reinach.

As primeiras transformações já estão sendo feitas, com base em um gene responsável pela síntese de uma proteína da capa do vírus. Inserido no genoma da planta, ele funcionaria como uma vacina genética, tornando a laranjeira resistente ao ataque da doença.

A mesma estratégia aplicada à cana-de-açúcar já rendeu resultados promissores, e o primeiro teste de campo foi autorizado esta semana pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio).

Reinach acredita que as primeiras laranjeiras transgênicas poderão estar prontas até o fim do ano. A pesquisa é facilitada pela rápida evolução da doença, que aparece na planta um mês após a infecção. Segundo ele, o prejuízo causado pela leprose no parque cítrico brasileiro é de R$ 300 milhões ao ano. O custo refere-se ao gasto com pesticidas para combater o ácaro transmissor, o que permite controlar a doença.

"Não é um produto que vai resolver um problema sem solução. O que estamos propondo é uma troca de tecnologia", explica Reinach.
(O Estado de SP, 8/4)

Jornal da Ciência- SBPC


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos