alergia - A Redução dos Sintomas de Rinite pelos Filtros Nasais durante a Exposição Natural a Pólens
Esta página já teve 115.932.305 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.695 acessos diários
home | entre em contato
 

alergia

A Redução dos Sintomas de Rinite pelos Filtros Nasais durante a Exposição Natural a Pólens

11/05/2005
 




Protótipos de filtros nasais foram desenvolvidos para coletar o pólen inalado. Neste estudo, recentemente publicado na revista Allergy, foi avaliada a eficácia desses filtros na prevenção dos sintomas de rinite durante exposição aguda ao pólen.

 

Foi realizado um estudo randomizado duplo-cego. Quarenta e cinco pacientes com história de exacerbação da rinite no outono e com teste positivo para o pólen das gramíneas tasneira, Bermuda e/ou Bahia vestiram tanto filtros nasais ativos como placebos por duas horas em um parque no outono contendo essas espécies. Os índices de sintomas principais e totais foram registrados com zero, 30, 60, 90 e 120 minutos.

 

Os pacientes que utilizaram filtros nasais ativos tiveram índices significativamente menores em todos os intervalos de tempo comparados com os placebos (p < 0,05). De 14 sintomas individuais medidos, sete foram significativamente reduzidos (número de espirros, corisa, prurido nasal, fungadas, prurido na garganta e olhos e olhos úmidos, e outros três apresentaram uma tendência a menor gravidade. Os filtros nasais também permitiram a resolução dos sintomas existentes. A diferença máxima entre os sintomas foi vista imediatamente após os indivíduos ficarem 20 minutos sentados em um grande caminho com tasneiras.

 

Os autores concluíram que esse é o primeiro ensaio clínico com filtros nasais, e sugerem que este tem um potencial em melhorar o manejo da rinite durante a exposição alérgica aguda.

The reduction of rhinitis symptoms by nasal filters during natural exposure to ragweed and grass pollen - Allergy 2005; 60(4):529.

Allergy
Volume 60 Issue 4 Page 529  - April 2005
doi:10.1111/j.1398-9995.2005.00741.x
 
Short communication
The reduction of rhinitis symptoms by nasal filters during natural exposure to ragweed and grass pollen
T. J. O'Meara1, J. K. Sercombe1, G. Morgan2, H. K. Reddel1, W. Xuan1, E. R. Tovey1

Background: Prototype nasal filters were developed to collect inhaled pollen. This study evaluated the efficacy of the filters for prevention of rhinitis symptoms during acute outdoor pollen exposure.

Methods: A randomized double-blind design was used. Subjects (n = 46) with a history of autumn exacerbation of rhinitis and positive skin test to ragweed, Bermuda and/or Bahia grass wore either active or placebo nasal filters for 2 h in autumn in a park containing these species. Major and Total Symptoms scores were recorded at 0, 30, 60, 90 and 120 min.

Results: Subjects wearing active nasal filters had significantly reduced scores, at all time-points compared with placebo group (all P < 0.05). Of 14 individual symptoms measured, seven were significantly reduced (number of sneezes, runny nose, itchy nose, sniffles, itchy throat; itchy eyes and watery eyes) and another three showed a trend towards lower severity. The nasal filters also enabled the resolution of existing symptoms. Maximal difference in symptoms was seen immediately after subjects had spent 20 min sitting beside a large patch of ragweed.

Conclusion: This is the first clinical trial of a nasal filter. The results suggest it has potential for enhancing rhinitis management during acute allergen exposure.


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos
 
Hacked by
#TeaMGh0sT

~ DB GOT DROPPED ~