Medicina Esportiva/Atividade Física - Ansiedade e hostilidade em mergulhadores
Esta página já teve 110.733.436 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.760 acessos diários
home | entre em contato
 

Medicina Esportiva/Atividade Física

Ansiedade e hostilidade em mergulhadores

30/09/2005

 

Há um conjunto de fatores que podem estimular a ocorrência de lesões causadas pela atividade esportiva, sendo divididos em fatores internos relacionado com o esportista sua condição física, sua personalidade e fatores externos. Como fatores internos pode-se citar: motivação, medo, ansiedade, composição morfo-fisiológica do organismo, uso de drogas, instabilidade emocional, personalidade e história de vida da pessoa. O ambiente estressante é muito competitivo do meio esportivo, o que maisse destaca, mas outros fatores externos podem colaborar para aocorrência de lesões, tais como dificuldades com equipamento e ambiente de treino, superproteção familiar, entre outros. Estes são aspectos que devem ser enfocados no trabalho de psico-profilaxia, direcionado às lesões por prática esportiva.Embora não haja dúvidas de que o esporte é importante e salutar para o desenvolvimento humano, do ponto de vista da evolução das habilidades psicomotoras e sociais, observa-se que oesporte de alto rendimento não é saudável para seus praticantes do ponto de vista físico, e muitas vezes, também psicológicos. No entanto, o atleta que consegue obter uma vivência satisfatória e prazerosa com a prática do esporte competitivo supera, muitas vezes, os prejuízos físicos em função da compensação da satisfação afetiva e fnanceira.C.H. van Wijk psicológo da Marinha Sul Africana estudou a ansiedade e a hostilidade na corporação, comparou 3 grupos de marinheiros, através da aplicação dos testes Anxiety Scale and Hostility e Directed Hostility Questionnaire. O grupo A com 45 marinheiros mergulhadores, grupo B com 40 comandantes da marinha, e o grupo C com 20 mergulhadores esportistas.Os testes mostraram uma maior escores de ansiedade e hostilidade no grupo A, comparado com os dois outros, principalmente com alto grau de necessidade de ação. O grupo B também tinha esses escores altos em relação aos do grupo C. Os autores concluem que esses dados são relativos as atividades especiais desses marinheiros, mas esses testes não serviriam para ajudar selecionar esses mergulhadores.

 

Undersea Hyperb Med. 2002 Winter;29(4):271-8- RAM


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos