Medicina Esportiva/Atividade Física - A importância da Psicologia do esporte para os atletas
Esta página já teve 114.050.434 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.851 acessos diários
home | entre em contato
 

Medicina Esportiva/Atividade Física

A importância da Psicologia do esporte para os atletas

08/10/2005
 
O presente estudo se refere à percepção que os atletas de tênis de Porto Alegre tem a respeito da Psicologia do Esporte. Esta pesquisa se baseou em 50 tenistas dos principais clubes de Porto Alegre com idades entre 14 a 18 anos do sexo masculino.

RESULTADOS


Através dos dados obtidos podemos perceber o pouco auxílio que os atletas tem da Psicologia do Esporte.

Percebe-se que os técnicos de tênis não estão dando muita importância para o lado psicológico do tenista, ou então não sabem os resultados benéficos que este tipo de trabalho pode trazer à sua equipe. Gonzáles (1996) relata que os técnicos investem bastante para melhorar o rendimento dos atletas, entretanto desconhecem as técnicas psicológicas que auxiliam para o bom desempenho dos jogadores, assim não as utilizam.

O mundo do atleta adolescente é complexo envolvendo várias situações e transformações muito significativas que irão influenciar a maneira de agir e pensar do jovem. O esporte será mais um ambiente em que o atleta irá se inserir e caso nessa inserção haja aspectos significativamente prejudiciais será uma mágoa difícil de esquecer. É importante que o atleta adolescente seja bem amparado por todos os profissionais que trabalham com ele, bem como por seus familiares, para que com isso ele possa ter apoio adequado dessas pessoas nos momentos difíceis que irão enfrentar.

Assim a Psicologia do Esporte, vem no sentido de poder ajudar, tanto essas pessoas que estão presentes com o atleta como ele próprio, para que com isso possa haver um relacionamento harmonioso. A Psicologia do Esporte também favorece ao atleta uma melhor maneira de enfrentar essa fase conflituosa pela qual está passando, principalmente dentro do esporte.

Isto vem ao encontro do que os atletas mostraram na pesquisa, na qual a grande maioria considerou muito importante o trabalho da Psicologia do Esporte para o seu rendimento. Acreditamos que esse resultado é muito satisfatório para o reconhecimento do trabalho da Psicologia do Esporte, no sentido de ser mais uma área a contribuir para o bom desenvolvimento e desempenho do atleta.





REFERÊCIA BIBLIOGRÁFICA
GONZÁLES, J. L. El entrenamiento psicológico en los deportes. Madrid:
Biblioteca Nueva, 1996.

Marcio Geller Marques
Psicólogo
Prof. Educação Física
Prof. da disciplina de Psicologia do Esporte do Curso de Educação Física da Ulbra/Canoas.
Mestre em Ciências do Movimento Humano-UFRGS
Doutorando na Universidade de Córdoba-Espanha com estudo na área da Psicologia do Esporte.
Psicólogo da categoria de base do Sport Club Internacional
Psicólogo da equipe de vôlei da Ulbra campeã gaúcha 2004 e vice campeã da superliga 2003/2004.

 

www.tenisgaucho.com.br


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos