Genética/Clonagem/Terapia gênica - Biorreator acelera multiplicação de plantas por clonagem
Esta página já teve 115.744.034 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.703 acessos diários
home | entre em contato
 

Genética/Clonagem/Terapia gênica

Biorreator acelera multiplicação de plantas por clonagem

15/11/2005

 

Sistema criado pela Embrapa acelera ciclo de produção e reduz custo custo final da muda

São Paulo - Um equipamento destinado a clonar plantas de alto interesse agronômico foi desenvolvido por meio de uma parceria entre pesquisadores de duas unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, em Brasília: a Embrapa Café e a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia.

A invenção é uma espécie de fábrica de plantas, capaz de acelerar o processo de multiplicação das mudas. O sistema foi idealizado por meio de um biorreator que funciona a partir de frascos de vidro interligados por tubos de borracha.

“O biorreator é carregado com os materiais a serem reproduzidos, como células ou embriões das plantas. O material vegetal é cultivado por meio de trocas gasosas e na presença de meio nutritivo líquido”, disse João Batista Teixeira, responsável pelo desenvolvimento do equipamento.

O pesquisador explica que o biorreator é apenas um componente importante de todo o processo da clonagem.

“O equipamento não é uma unidade completa. Existe uma fase anterior, que começa com a coleta e o isolamento de material vegetal, e uma fase de aclimatação posterior ao biorreator, em que as plantas seguem para uma casa de vegetação com controle de umidade e temperatura”, explica.

Entre as vantagens do processo com relação aos métodos tradicionais de produção de mudas, Teixeira cita a possibilidade de redução do envolvimento de mão-de-obra, a aceleração do ciclo de produção, o aumento da produtividade e a diminuição do custo da muda final.

Os primeiros testes foram realizados, com sucesso, em mudas de café.

“No processo convencional utilizam-se centenas de frascos para um determinado número de planta. No biorreator, é possível usar apenas um grande frasco de vidro para a mesma quantidade de mudas. Só com a economia de mão-de-obra, o custo cai 40%”, afirma.

Devido à grande adaptabilidade do equipamento a diversas espécies vegetais, os pesquisadores acreditam que ele possa ser eficaz também em outros setores, como na fruticultura e na produção de plantas ornamentais.

Agência Fapesp


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos
 
Hacked by
#TeaMGh0sT

~ DB GOT DROPPED ~