Minerais - Efeitos de íons manganês na junção neuromuscular
Esta página já teve 114.927.343 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.747 acessos diários
home | entre em contato
 

Minerais

Efeitos de íons manganês na junção neuromuscular

22/03/2006

Revista Brasileira de Toxicologia, 18(1): 17-26, 2005

 

 

Os efeitos neurotóxicos do manganês resultantes principalmente da sua inalação são bem descritos na literatura. Neste estudo, foram demonstrados o potente e reversível efeito de íons manganês (Mn2+) sobre a transmissão neuromuscular, usando-se técnica miográfica convencional. O mecanismo pelo qual Mn2+ causa bloqueio reversível na junção neuromuscular foi investigado em preparações isoladas nervo frênico-diafragma (NFD) de camundongos. Tanto Mn2+ 0,9 mM como Mn2+ 1,8 mM produziram rápido bloqueio neuromuscular (50% em < 4 min), mas apenas com a menor concentração houve reversão espontânea. O uso de d-tubocurarina (5,8 mM), 3,4-diaminopiridina (3,4-DAP, 0,09 mM) e dantrolene (10 mM) excluíram como alvo potencial para este íon, o envolvimento de receptores nicotínicos, canais de K+ e receptores rianodina, respectivamente. O manganês age primeiramente como antagonista competitivo e secundariamente como agonista de Ca2+, indicando que este íon pode provavelmente agir via canais de Ca2+.

keywords: canais de Ca2+, íons manganês, junção neuromuscular.

Effects of manganese ions in the neuromuscular junction
Yoko Oshima-Franco*; Gildo B. Leite¹; Cháriston A. Dal Belo*; Léa Rodrigues-Simioni*

The neurotoxic effects of manganese occurred mainly from its inhalation are well described in the literature. In this study we have been demonstrated the potent and reversible effect of manganese ions (Mn2+) on neuromuscular transmission using conventional myographic technique. The Mn2+ mechanism which causes reversible blockade at neuromuscular junctions was investigated in isolated mouse phrenic nerve-diaphragm (PND) preparations. As much Mn2+ 0.9 mM as Mn2+ 1.8 mM produced rapid neuromuscular blockade (50% in < 4 min), but only the lower concentration reversed spontaneously. The use of d-tubocurarine (5.8 mM), 3,4-diaminopyridine (3,4-DAP, 0.09 mM) and dantrolene (10 mM) excluded the involvement of nicotinic receptors, K+ channels and ryanodine receptors, respectively, as the potential target for this ion. Manganese acts as an early competitive antagonist and after as an agonist of Ca2+, indicating that this ion may probably act via Ca2+ channels.

unitermos: Ca2+ channels, manganese ions, neuromuscular junction.

 

* - Department of Pharmacology, Faculty of Medical Sciences, State University of Campinas (UNICAMP).

correspondencia: Dr. Yoko Oshima-Franco, Rua das Garças, 80. CEP 13405-132 Nova Piracicaba, Piracicaba, SP. Tel: (55)-(19)-3421-1080.
e-mail: yofranco@terra.com.br

 

http://www.sbtox.org.br/revistaArtigo.asp?IdArtigo=57


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos