Vascular/Cirurgia Vascular/Circulação - Tratamento cirúrgico dos aneurismas da aorta abdominal: existe diferença dos resultados entre homens e mulheres?
Esta página já teve 114.605.230 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.790 acessos diários
home | entre em contato
 

Vascular/Cirurgia Vascular/Circulação

Tratamento cirúrgico dos aneurismas da aorta abdominal: existe diferença dos resultados entre homens e mulheres?

03/12/2006

Jornal Vascular Brasileiro
ISSN 1677-5449 versão impressa

 
 
 

Resumo

BONAMIGO, Telmo Pedro, LUCAS, Márcio Luís e ERLING JR., Nilon. . J. vasc. bras., jun. 2006, vol.5, no.2, p.101-108. ISSN 1677-5449.

OBJETIVO: Avaliar os resultados cirúrgicos após o tratamento convencional e eletivo do aneurisma da aorta abdominal, verificando se existe diferença entre homens e mulheres na mortalidade e morbidade cirúrgicas, bem como nos resultados a longo prazo. PACIENTES E MÉTODOS: Entre dezembro de 1983 e dezembro de 2003, 675 pacientes foram submetidos ao tratamento cirúrgico do aneurisma da aorta abdominal infra-renal, sendo divididos em dois grupos: homens (n = 575) e mulheres (n = 100). Os dados demográficos e aqueles relacionados ao procedimento cirúrgico, bem como os resultados perioperatórios, foram coletados pela revisão dos prontuários. Os pacientes com alta hospitalar formaram uma coorte retrospectiva, onde foram avaliadas as causas tardias de óbito e a sobrevida. RESULTADOS: A média das idades foi similar, sem diferença estatística entre mulheres e homens (68,9 ± 9,1 versus 67,4 ± 7,1 anos; P = 0,089). A presença de hipertensão arterial foi significativamente superior nas mulheres (73 versus 62,4%; P = 0,042), e a cardiopatia isquêmica e história de tabagismo foram mais freqüentes nos homens (P <0,05). A mortalidade operatória total foi de 2,8%, não havendo diferença significativa entre mulheres e homens (4 versus 2,6%, respectivamente; P = 0,43). A morbidade cirúrgica envolveu 14% dos pacientes femininos e 18,4% dos masculinos (P 0,05). A taxa de sobrevida global em 1, 3, 5 e 10 anos não diferiu entre os grupos, sendo a sobrevida em 5 anos de 71% para as mulheres e 72% para os homens (P 0,05). A principal causa de morte tardia foi de origem cardiovascular, seguida de complicações renais nas mulheres e neoplasia nos homens. CONCLUSÂO: A taxa de mortalidade e morbidade cirúrgicas não aumentou significativamente nas mulheres após a correção eletiva do aneurisma da aorta abdominal infra-renal. Além disso, os resultados a longo prazo são semelhantes entre os dois gêneros.

Palavras-chave: Aneurisma da aorta abdominal; cirurgia; mulheres.

        · resumo em inglês     · texto em português     · pdf em português


 

Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1677-54492006000200005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos