Dietas/Emagrecimento - Dieta para hipertenso
Esta página já teve 114.605.232 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.790 acessos diários
home | entre em contato
 

Dietas/Emagrecimento

Dieta para hipertenso

30/04/2007

DIETAS PARA HIPERTENSOS

Hipertensão

Peso corporal x pressão alta

O excesso de peso tem forte correlação com o aumento da pressão arterial. Todos os hipertensos com peso acima da média devem começar um programa de redução de peso, de modo a obter um Índice de Massa Corpórea* (IMC) inferior a 25 kg/m2 e uma Relação Cintura-Quadril** (RCQ) inferior a 0,8 cm para as mulheres e a 0,9 cm para os homens, em razão de seu risco cardiovascular ser maior.

 

As recomendações para reduzir o peso são: Dieta e Atividade física.

Como manter uma dieta?

  • Evitar dietas “milagrosas”.
  • Substituir gorduras animais por óleos vegetais.
  • Evitar açúcar e doces.
  • Retirar o saleiro da mesa e usar temperos naturais.
  • Evitar frituras.
  • Consumir alimentos que sejam fonte de fibras, como frutas, cereais integrais, hortaliças e legumes, de preferência crus.

O que é bom para o hipertenso?

Aumentar a ingestão de potássio, escolhendo alimentos como feijão, ervilha fresca, vegetais verde-escuros, banana, melão, cenoura, beterraba, frutas secas, tomate, batata inglesa e laranja. Essa indicação se justifica pela possibilidade de o potássio exercer efeito anti-hipertensivo e ter ação protetora contra danos cardiovasculares.

  • Preparar todos os alimentos sem sal.
  • Usar temperos naturais à vontade: limão, alho, cebola, cheiro-verde, orégano, cominho, coentro, manjericão etc.
  • Temperar a salada com azeite de oliva ou óleo de Canola.
  • Dar preferência às carnes brancas (peixe e frango) e à carne magra de boi.
  • Trocar o pão salgado por pão doce ou bolacha doce. Consumir no máximo um pão francês (com sal) por dia.
  • Comer verduras, legumes e frutas diariamente. Sempre que possível, crus.
  • Preferir, ao preparar os alimentos, o óleo de soja, milho ou girassol.
  • Preparar alimentos grelhados, assados, refogados ou ensopados sempre com pouco óleo, evitando frituras ao máximo.
  • Ao consumir derivados de leite, comer apenas queijo sem sal, do tipo branco, ou ricota.
  • Diminuir ou, de preferência, eliminar o consumo de bebidas alcoólicas.
  • Beber no máximo três xícaras pequenas de café por dia.

Alimentos prejudiciais ao hipertenso

(FONTES DE MAIOR TEOR DE SÓDIO)

  • Sal de cozinha e temperos industrializados.
  • Alimentos industrializados (ketchup, mostarda, molho inglês, de soja, caldos concentrados etc.).
  • Embutidos (salsicha, mortadela, lingüiça, presunto, salame, paio etc.).
  • Conservas (picles, azeitona, aspargo, palmito, milho, patês, algas, chucrutes, maionese pronta etc.).
  • Enlatados (extrato de tomate, milho, ervilha etc.).
  • Carnes processadas industrialmente (bacalhau, charque, carne-seca, camarão seco, defumados etc.).
  • Temperos e sopas prontos, caldos concentrados etc.
  • Salgadinhos para aperitivos (batata frita, amendoim salgado etc.).
  • Bolachas salgadas, margarina ou manteiga com sal.
  • Dos queijos, somente o branco e a ricota sem sal são permitidos.

Com estes cuidados, você estará contribuindo para o sucesso do tratamento anti-hipertensivo prescrito por seu médico e melhorando sua qualidade de vida.

Fontes:

IV Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial. SBH. SBC. SBN. Arq Bras Cardiol. 2004 Mar;82 (Supl IV):7-22
Harrison's Principles of Internal Medicine, 15th Ed 2001; McGraw-Hill.


http://www.sinpmp.com.br/pop_up/suasaude/hiperDietas.htm

 

 

 

IMPORTANTE

  •  Somente um médico pode diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos