Nutrologia/Alimentos/Nutrição - Saiba sobre os benefícios dos pescados
Esta página já teve 113.956.418 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.862 acessos diários
home | entre em contato
 

Nutrologia/Alimentos/Nutrição

Saiba sobre os benefícios dos pescados

04/06/2007

 


Há alguns anos atrás os pescados não costumavam ser alimentos consumidos frequentemente pelo brasileiro, porém, com as descobertas dos benefícios que os pescados trazem para saúde, esse consumo vem aumentando cada vez mais.
Define-se por pescado todo animal que vive normalmente em água doce ou salgada e que serve por alimentação. Os tipos de pescados são os peixes, os crustáceos, os moluscos e os anfíbios.
As vantagens dos peixes com relação à carne de vaca são principalmente o teor e a qualidade da gordura. Os peixes, principalmente aqueles que vivem em águas frias, são ricos em gorduras insaturadas e poliinsaturadas e contém pouquíssimo colesterol. Sabe-se que o consumo dessas gorduras é extremamente importante para prevenção de doenças cardiovasculares (hipertensão, colesterol, triglicérides) devido a grande quantidade de Omega 3. O Omega 3 diminui a agregação das plaquetas o que evita a formação de coágulos e também desacelera a produção de VLDL, uma lipoproteína transportadora de triglicérides. Com relação a quantidade ideal a ser consumida diariamente de Omega 3, alguns estudos investigam doses que vão de 850mg/dia até 2,9g/dia, mas não há dose diária definida.
Além dessas vantagens com relação as gorduras, os peixes tem uma grande quantidade de proteínas, e muitas vitaminas, principalmente do complexo B, vitamina A e D. Os minerais também estão presentes como sódio, ferro, potássio, magnésio, cobre, enxofre, fósforo e iodo.
Com relação aos outros pescados podemos afirmar que os crustáceos, camarão, caranguejo, siri e lagosta, também são ricos em proteínas porém contém uma quantidade maior de colesterol quando comparados com os peixes. Os moluscos, ostras, mariscos, polva e lula, contém pouca gordura e colesterol e, as ostras e mariscos tem uma boa quantidade de ferro. Os anfíbios são bem semelhantes às carnes principalmente com relação a quantidade de gordura.
Agora sabendo de todas essas vantagens fica difícil não querem incluir os pescados no cardápio semanal. Não é necessário consumi-los diariamente, mas duas vezes por semana, já é uma frequência considerável para usufruir dos seus benefícios.
Na próxima semana teremos um artigo que nos mostra as características dos pescados sadios e dos impróprios para consumo.


Fernanda Oliveira Giácomo

 

 

Fonte:

http://www.portaldosrestaurantes.com.br/osnutricionais.php?codcat1=6

 

 

 

 

IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos