Infecto-contagiosas/Epidemias - OMS alerta sobre febre amarela
Esta página já teve 114.996.910 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.744 acessos diários
home | entre em contato
 

Infecto-contagiosas/Epidemias

OMS alerta sobre febre amarela

20/02/2008

 


OMS alerta sobre febre amarela Último levantamento registrou 48 casos. Estados mais atingidos são Goiás, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.


Monica Valeria Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, diz que recebeu um comunicado do governo brasileiro informando que 13 pessoas já morreram no país de febre amarela.

Até janeiro, dois casos haviam sido registrados. No último levantamento da OMS, no início deste mês, o número subiu para 48. Os estados mais atingidos são Goiás, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

Cuidados

O especialista da Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, Ruben Figueroa, disse à Rádio ONU, de Goiás, que é preciso reforçar cuidados com prevenção.

"A febre amarela é uma doença grave, não tem um tratamento específico. Há uma alta proporção dos doentes que acabam por morrer. Lamentavelmente, é isso que está acontecendo", disse.

Segundo a agência da ONU, a maioria das pessoas infectadas não havia sido vacinada.

O especialista da Opas disse que a imunização é a melhor forma de proteção.

Turistas

"Nem todo o Brasil é uma área de trasmissão da doença. As pessoas que vão viajar para o país têm que procurar informação se a área para onde vão é uma área ativa de transmissão da febre amarela. Se for, a recomendação é que venham ao Brasil vacinados, com dois dias de antecedência para a viagem", disse.

O governo emitiu um alerta pedindo a turistas, que visitam áreas de mata, que se vacinem. A intenção é imunizar aproximadamente sete milhões de pessoas.

O primeiro caso de febre amarela confirmado no país foi em 17 de dezembro.

De acordo com o Ministério da Saúde, a febre amarela urbana foi erradicada no Brasil em 1942.

A doença apresenta sintomas de febre, dor de cabeça, náuseas e dores no corpo, e é transmitida pela picada do mosquito infectado.

Fonte:

 

http://www.un.org/radio/por/detail/5233.html

 

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos