Infecto-contagiosas/Epidemias - Mais: Dengue
Esta página já teve 114.638.277 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.778 acessos diários
home | entre em contato
 

Infecto-contagiosas/Epidemias

Mais: Dengue

05/06/2008

Dengue

         
 

Esquema do vírus da Dengue
(Fonte: http://correo.biomedicas.unam.mx)

 

 

O que é?
Doença febril aguda, que pode ser de curso benigno ou grave, dependendo da forma como se apresenta: infecção inaparente, Dengue Clássica (DC), Febre Hemorrágica da Dengue (FHD), ou Síndrome do Choque da Dengue (SCD). Atualmente é a mais importante arbovirose que afeta o ser humano, e constitui-se em sério problema de saúde pública no mundo. A doença ocorre e dissemina-se especialmente nos países tropicais, onde as condições do meio ambiente favorecem o desenvolvimento e a proliferação do Aedes aegypti, principal mosquito vetor.

Sintomas
Manifesta-se comumente por febre, cefaléia, dor retro-orbitária, artralgias e mialgias disseminadas, especialmente na região lombar e membros inferiores, dores epigástricas, náuseas, vômitos, diarréia, exantema e prurido.

Período de Incubação
O período de incubação no homem é de três a quinze dias, em média cinco a seis dias.

Transmissão
Transmitida por mosquitos do gênero Aedes sendo o Aedes aegypti o mais importante. De hábitos diurnos, se prolifera em água limpa e parada. O homem infectado é a única fonte de infecção para o mosquito, que permanece o resto de sua vida (seis a oito semanas) com capacidade de transmitir a virose a outros indivíduos susceptíveis. A infecção do mosquito é possível durante o período de viremia do homem, habitualmente de seis dias. Após a multiplicação do vírus no interior do vetor e sua localização nas glândulas salivares do inseto (oito a doze dias), passa a efetuar a transmissão através do repasto sangüíneo.

Diagnóstico Laboratorial
Pesquisa de anticorpos IgM em soro: MacElisa (teste imunoenzimático de captura de IgM). É indicada a partir do 6º dia do início dos sintomas.

Resultado:  24 – 48 horas

Envio Correto do Material

  • Material
    • Soro (2 ml)
    • Sangue sem anticoagulante (5 ml)
  • Conservação/Transporte
    • Soro: refrigerado ou congelado;

 

Fonte:

http://www6.prefeitura.sp.gov.br/secretarias/saude/vigilancia_saude/ccz/0046

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos