Genética/Clonagem/Terapia gênica - A importância da análise histológica morfométrica gonadal na identificação da gônada disgenética
Esta página já teve 116.541.023 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.682 acessos diários
home | entre em contato
 

Genética/Clonagem/Terapia gênica

A importância da análise histológica morfométrica gonadal na identificação da gônada disgenética

20/06/2008

Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia

 

Arq Bras Endocrinol Metab vol.47 no.2 São Paulo Apr. 2003

doi: 10.1590/S0004-27302003000200004 

REVISÃO

 

A importância da análise histológica morfométrica gonadal na identificação da gônada disgenética

 

 

Gonadal dysgenesis and morphometric histologic analysis

 

 

Márcia R. Scolfaro; Izilda A. Cardinalli; Gil Guerra Júnior

Grupo Interdisciplinar de Estudos da Determinação e Diferenciação do Sexo (GIEDDS), Faculdade de Ciências Médicas - UNICAMP, Campinas, SP

Endereço para correspondência

 

 


RESUMO

A disgenesia gonadal parcial (DGP) é um distúrbio da diferenciação sexual caracterizado por testículos disgenéticos bilaterais, derivados dos ductos de Müller e criptorquidismo em pacientes com ambigüidade genital e cariótipo 46,XY. Entretanto, os critérios histológicos diagnósticos de disgenesia gonadal, apesar de existentes, na prática são pouco utilizados. Este artigo apresenta uma detalhada revisão da evolução das modificações da estrutura histológica gonadal durante a vida e os dados histológicos necessários na avaliação de casos com suspeita de disgenesia gonadal. Mostra-se também os achados morfométricos gonadais de 13 crianças com diagnóstico clínico e laboratorial de DGP, porém sem a confirmação histológica numa avaliação inicial. Após estudo morfométrico histológico das gônadas destas crianças, o diagnóstico de DGP foi confirmado em todos os casos. Portanto, devido à variabilidade da análise histológica gonadal, um estudo morfométrico cuidadoso torna-se necessário para o estabelecimento do diagnóstico de DGP.

Descritores: Ambigüidade genital; Criptorquidismo; Gônada disgenética; Histologia; Morfometria


ABSTRACT

Partial gonadal dysgenesis (PGD) is a sexual differentiation disorder characterized by bilateral dysgenetic testes, persistent Müllerian ducts and cryptorchidism in intersex patients with a 46,XY karyotype. Although the abnormalities observed in dysgenetic testes are well defined, they are not routinely evaluated by the pathologist. This work reviews in detail the gonadal histologic structure evolution during the lifespan and the histologic data necessary to evaluate the cases with gonadal dysgenesis suspected. We also show the morphometric and histologic features of 22 gonads from 13 children with clinical and laboratory diagnosis of PGD, but without histologic confirmation in the first evaluation. These morphometric and histologic findings confirmed the diagnosis of PGD in every patient in the present series. However, gonadal histology was variable and a careful morphometric evaluation may be necessary to establish the diagnosis.

Keywords: Intersex; Cryptorchidism; Dysgenetic gonad; Histology; Morphometry

 

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0004-27302003000200004&script=sci_arttext

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos