Cardiologia/Coração/CirurgCardíaca - Avaliação da prevalência do diabetes e da hiperglicemia de estresse no infarto agudo do miocárdio
Esta página já teve 114.932.651 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.748 acessos diários
home | entre em contato
 

Cardiologia/Coração/CirurgCardíaca

Avaliação da prevalência do diabetes e da hiperglicemia de estresse no infarto agudo do miocárdio

02/09/2008

Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia

 

Arq Bras Endocrinol Metab v.52 n.3 São Paulo abr. 2008

doi: 10.1590/S0004-27302008000300006 

ARTIGO ORIGINAL

 

Avaliação da prevalência do diabetes e da hiperglicemia de estresse no infarto agudo do miocárdio

 

The prevalence of diabetes and stress hyperglycemia in the acute myocardial infarction patients

 

 

Antonio Carlos LerarioI, II; Fabiana M. L. Martins CorettiI; Sergio Ferreira de OliveiraI; Roberto Tadeu Barcelos BettiI; Maria do Socorro C. B. BastosII; Letícia de Araujo Funari FerriI; Rosa Maria Rahmi GarciaI; Bernardo Leo WajchenbergI, II

INúcleo de Diabetes e Coração do Instituto do Coração (Incor) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP), SP, Brasil
IIDisciplina de Endocrinologia do Hospital das Clínicas da FMUSP, SP, Brasil

Endereço para correspondência

 

 


RESUMO

OBJETIVOS: Determinar a prevalência do diabetes melito (DM) e da hiperglicemia de estresse (HE) em pacientes com infarto agudo do miocárdio (IAM) admitidos em unidade de emergência cardiológica.
MÉTODOS: Análise retrospectiva de 2.262 pacientes com IAM, avaliando, além da prevalência de diabetes referido, o diagnosticado e a hiperglicemia de estresse.
RESULTADOS: Apesar de referido em 12,1% dos pacientes (H: 10,7%, M: 15,8%), o DM ocorria efetivamente em 24,8% (H: 22,9%, M: 29,7%) e a HE em 13,6% (H: 14,3%, M: 11,7%) dos indivíduos dessa população. Portanto, alterações glicêmicas ocorreram em 37,4% dos indivíduos com IAM (H: 37,2%, M: 41,4%). Nos pacientes com DM, observou-se maior precocidade etária do IAM, maior prevalência de óbitos (DM: 20,7%, ND:13,8%, HE: 13,4%) e de procedimentos cirúrgicos (ND: 33,8%, HE: 18,0%, DM: 21,7%).
CONCLUSÃO: A elevada prevalência de DM e hiperglicemia de estresse observada em nosso estudo indica que as alterações glicêmicas constituem um dos mais importantes fatores de risco para o IAM.

Descritores: Diabetes; Complicações crônicas do diabetes; Diabetes e doença cardiovascular; Infarto do miocárdio


ABSTRACT

OBJECTIVES: To evaluate in our population the real prevalence of diabetes (DM) and stress hyperglycemia (HE) in patients with myocardial infarction (IAM) admitted in a cardiologic emergency unit.
METHODS: A retrospective analysis of 2262 patients with AMI evaluating the prevalence of DM (referred and diagnosed) and stress hyperglycemia.
RESULTS: Besides 12,1% of subjects were previously referred to be diabetic (men: 10.7% and women: 15.8%), diabetes was effectively diagnosed in 24,8% (M: 22,9%, W: 29,7%) and stress hyperglycemia in 13,6% HE of the patients (M: 14,3%, W: 11,7%) indicating that glycemic alterations were effectively observed in 37.2.% of the patients with IAM (M: 37,2%, W: 41,4%). In DM subjects IAM events occurred earlier, total intra-hospital mortality was higher (DM: 20.7%, ND: 13,8%, HE: 13,4%) and less surgical procedures were performed (ND 33.8%, DM: 21.7%, HE: 18.0%).
CONCLUSION: The elevated DM and stress hyperglycemia prevalence observed in our study indicates that glycemic alterations is one of the most important risk factors for IAM.

Keywords: Complications of diabetes; Diabetes and cardiovascular heart disease; Myocardial infarction

 

http://www.scielo.br/scielo.php?lng=pt&script=sci_arttext&pid=S0004-27302008000300006

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos