Medicina Esportiva/Atividade Física - Exercício físico versus programa de exercício pela eletroestimulação com aparelhos de uso doméstico
Esta página já teve 114.669.304 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.778 acessos diários
home | entre em contato
 

Medicina Esportiva/Atividade Física

Exercício físico versus programa de exercício pela eletroestimulação com aparelhos de uso doméstico

16/09/2008

Revista de Saúde Pública

 

Rev. Saúde Pública vol.42 no.1 São Paulo Feb. 2008

doi: 10.1590/S0034-89102008000100015 

ARTIGOS ORIGINAIS

 

Exercício físico versus programa de exercício pela eletroestimulação com aparelhos de uso doméstico

 

Physical exercise versus exercise program using electrical stimulation devices for home use

 

 

Santos FMI; Rodrigues RGSII; Trindade-Filho EMIII

IFaculdade de Fisioterapia. Universidade de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL). Maceió, AL, Brasil
IILaboratório de Instrumentação e Acústica. UNCISAL. Maceió, AL, Brasil
IIIDepartamento de Fisiologia. UNCISAL. Maceió, AL, Brasil

Correspondência | Correspondence

 

 


RESUMO

OBJETIVO: Avaliar os efeitos da eletroestimulação por aparelhos de uso doméstico sobre o condicionamento neuromuscular.
MÉTODOS: A amostra foi composta por 20 mulheres voluntárias, sedentárias, destras, com idades entre 18 a 25 anos em Maceió, estado de Alagoas, em 2006. As mulheres foram divididas aleatoriamente em dois grupos: as do grupo A foram submetidas a eletroestimulação passiva com aparelhos comerciais e as do grupo B, a exercício físico com resistência. O programa de treinamento dos grupos totalizou 16 sessões em dois meses, com duas sessões semanais. As comparações do peso corporal, da cirtometria, fleximetria, e da força muscular antes e após os exercícios, foram utilizadas utilizando-se o teste T pareado. Nas comparações entre os grupos A e B, foi utilizado o teste t de Student. O nível de significância adotado foi de 5%.
RESULTADOS: A comparação da força muscular medida de forma subjetiva antes e após cada um dos procedimentos, mostrou que ocorreu aumento da força em ambos os grupos. Foram observados aumentos significantes na massa e na força muscular apenas nos indivíduos que realizaram exercício voluntário. O exercício físico resistido de flexo-extensão dos joelhos foi efetivo em aumentar massa e força muscular, ao contrário das sessões de eletroestimulação com correntes de freqüência de pulsos de 87 Hz, que não tiveram o mesmo efeito.
CONCLUSÕES: Os resultados encontrados mostraram que os aparelhos de eletroestimulação para ganho passivo de condicionamento físico comercializados são menos eficientes do que a prática de exercício físico voluntário.

Descritores: Esforço físico, fisiologia. Força muscular. Estimulação elétrica. Terapia passiva contínua de movimento.  


ABSTRACT

OBJECTIVE: To evaluate the effects of electrical muscle stimulation with devices for home use on neuromuscular conditioning.
METHODS: The study sample comprised 20 sedentary, right-handed, voluntary women aged from 18 to 25 years in the city of Maceió, Northeastern Brazil, in 2006. Subjects were randomly divided into two groups: group A included women who underwent muscle stimulation using commercial electrical devices; group B included those women who performed physical activities with loads. The training program for both groups consisted of two weekly sessions for two months, in a total of 16 sessions. Comparisons of body weight, cirtometry, fleximetry, and muscle strength before and after exercise were determined using the paired t-test. For the comparisons between both groups, Student's t-test was used and a 5% significance level was adopted.
RESULTS: Muscle strength subjectively assessed before and after each intervention was increased in both groups. Significant increases in muscle mass and strength were seen only in those subjects who performed voluntary physical activity. Resisted knee flexion and extension exercises effectively increased muscle mass and strength when compared to electrical stimulation at 87 Hz which did not produce a similar effect.
CONCLUSIONS: The study results showed that electrical stimulation devices for passive physical exercising commercially available are less effective than voluntary physical exercise.

Key words: Exertion, physiology. Muscle strength. Electric stimulation. Motion therapy, continuous passive.

 

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102008000100015

 

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos