Infecto-contagiosas/Epidemias - Brasil entrega relatório para certificação de país livre da rubéola
Esta página já teve 115.786.520 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.700 acessos diários
home | entre em contato
 

Infecto-contagiosas/Epidemias

Brasil entrega relatório para certificação de país livre da rubéola

07/03/2009

 


Durante evento no Palácio do Planalto, o Ministério da Saúde recebeu da Organização Mundial da Saúde certificado atestando excelentes níveis de cobertura da campanha

20090303_rubeolacertificadoO Brasil entregou nesta terça-feira (3) o relatório da Campanha Nacional da Vacinação contra a Rubéola para a OMS (Organização Mundial de Saúde) e OPAS (Organização Pan-Americana de Saúde). O documento será utilizado para a análise da eliminação da doença e da Síndrome da Rubéola Congênita no país. O Ministério da Saúde realizou a maior campanha de vacinação contra a rubéola já realizada no mundo ao imunizar, nos últimos cinco meses, mais de 67,2 milhões de pessoas. A meta foi ultrapassada e alcançou 95,79% da população alvo. Participaram da cerimônia no Palácio do Planalto o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, e Diego Vitoria, representante desses organismos internacionais no Brasil.

“Mais uma vez, o Brasil serve de exemplo ao mundo por demonstrar a importância do compromisso político para executar as estratégias globais e regionais necessárias para eliminar uma doença”, afirmou Diego Vitoria. Durante a cerimônia, o representante da OPAS/OMS entregou ao ministro da Saúde um certificado atestando os excelentes níveis de cobertura vacinal alcançados durante a campanha.

Até 2010, os países do continente americano devem eliminar a rubéola e a síndrome da rubéola congênita, conforme acordo internacional firmado com a OPAS. A rubéola é uma doença grave quando atinge as mulheres grávidas. Os bebês ao nascer podem ter problemas como surdez, cegueira e retardo mental.

“Essa é uma conquista que tem de ser comemorada e dividida com toda a população brasileira. É um feito histórico e que aponta o Brasil para o caminho da eliminação da circulação do vírus no país”, comenta o ministro da Saúde, José Gomes Temporão. Para ele, agora o Brasil passa para uma segunda etapa, quando será supervisionado pela OMS. O país tem que comprovar a interrupção da doença.  Ouça entrevista do ministro Temporão (MP3 | 2,19mb)

Os dados do Ministério da Saúde mostram que, entre as mulheres, foram vacinadas mais de 34,8 milhões, com 98,4% de cobertura. Entre os homens, o número de vacinados chegou a 32,4 milhões, alcançando o índice de 93,1% desse segmento da população. No grupo de 12 a 19 anos de idade, foram alcançadas altas coberturas precocemente, chegando a 108,44%. Nesse caso, há duas explicações: a estimativa de público alvo se deu sobre uma base populacional defasada ou foram imunizadas pessoas com idade próxima ao limite fixado pela campanha. Já no grupo de 20 a 39 anos, o percentual de cobertura ficou muito próximo do preconizado: 94,45%.No tocante às regiões brasileiras, as coberturas chegaram no Nordeste a 98,98%; no Norte a 97,0%; no Centro-Oeste a 98,8%; no Sudeste a 94,0% e no Sul a 92,9% (veja tabela por estado).

A previsão é que, até meados de 2009, o país esteja livre da doença e, no fim do ano, tenha eliminado a Síndrome da Rubéola Congênita (SRC – transmitida da mãe para o filho, durante a gravidez). “O reconhecimento internacional, certificado por um comitê indicado pela OPAS, será efetivado após 12 meses sem evidência da circulação do vírus da rubéola, de acordo com critérios epidemiológicos pré-estabelecidos”, afirma o Secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Gerson Oliveira Penna.

PARALISIA INFANTIL E SARAMPO – O Brasil já erradicou duas doenças: varíola (1973) e poliomielite (1994). Em 1992, foi realizada uma Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, que obteve êxito de 100% da população alvo – 52 milhões de crianças de um a 14 anos imunizadas na ocasião. Com isso, foi se consolidando a rotina de vacinação e as campanhas com menores de cinco anos. A partir de 2001, todos os casos confirmados de sarampo no país foram importados ou decorrentes de um caso importado. “Desde 2006, não houve mais registro de novos casos da doença, perfazendo mais de dois anos sem confirmação de sarampo no país, referendando a estratégia adotada pelo Ministério da Saúde“, ressalta a coordenadora geral do Programa Nacional de Imunizações, Marília Bulhões.

NÚMEROS DA CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA RUBÉOLA

- 67,2 milhões de pessoas vacinadas
- 34,8 milhões mulheres vacinadas
- 32,4 milhões homens vacinados
- 84 milhões doses de vacinas (R$ 135,2 milhões)
- 90 milhões de seringas e agulhas (R$ 8,9 milhões)
- 220 mil pessoas mobilizadas, entre voluntários e servidores da saúde
- 10 aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB)
- 41 mil carros
- 600 barcos
- R$ 3,4 milhões para a compra de caixas térmicas
- R$ 1 milhão para bobinas de gelo reutilizáveis
- R$ 2,3 milhões em treinamento, supervisão e assessoria
- R$ 2 milhões em materiais impressos
- R$ 19 milhões em campanha publicitária

* Os investimentos citados acima são oriundos dos governos federal, estadual e municipal e recursos internacionais.

UF

Total Homens

Total Mulheres

Total Geral

POP

Nº vac.

Cob.

POP

Nº vac.

Cob.

POP

Nº vac.

Cob.

AC

114.756

107.544

93,72%

116.070

124.605

107,35%

230.826

232.149

100,57%

AM

573.083

508.298

88,70%

579.316

602.960

104,08%

1.152.399

1.111.258

96,43%

AP

103.427

100.342

97,02%

107.731

109.072

101,24%

211.158

209.414

99,17%

PA

1.234.115

1.164.196

94,33%

1.213.718

1.210.489

99,73%

2.447.833

2.374.685

97,01%

RO

275.495

262.286

95,21%

274.510

278.106

101,31%

550.005

540.392

98,25%

RR

73.786

68.844

93,30%

66.149

73.772

111,52%

139.935

142.616

101,92%

TO

230.623

210.386

91,23%

230.782

218.358

94,62%

461.405

428.744

92,92%

NORTE

2.605.285

2.421.896

92,96%

2.588.276

2.617.362

101,12%

5.193.561

5.039.258

97,03%

AL

487.393

477.896

98,05%

512.847

533.912

104,11%

1.000.240

1.011.808

101,16%

BA

2.399.611

2.294.757

95,63%

2.418.304

2.545.885

105,28%

4.817.915

4.840.642

100,47%

CE

1.330.753

1.252.508

94,12%

1.391.428

1.476.961

106,15%

2.722.181

2.729.469

100,27%

MA

1.574.224

1.529.194

97,14%

1.557.068

1.614.298

103,68%

3.131.292

3.143.492

100,39%

PB

591.820

535.335

90,46%

612.745

616.675

100,64%

1.204.565

1.152.010

95,64%

PE

1.409.445

1.332.271

94,52%

1.485.778

1.514.736

101,95%

2.895.223

2.847.007

98,33%

PI

503.295

446.666

88,75%

512.696

505.159

98,53%

1.015.991

951.825

93,68%

RN

753.534

689.990

91,57%

761.385

758.809

99,66%

1.514.919

1.448.799

95,64%

SE

336.688

309.195

91,83%

350.910

362.028

103,17%

687.598

671.223

97,62%

NORDESTE

9.386.763

8.867.812

94,47%

9.603.161

9.928.463

103,39%

18.989.924

18.796.275

98,98%

ES

594.937

561.936

94,45%

606.357

592.322

97,69%

1.201.294

1.154.258

96,08%

MG

4.678.705

4.358.653

93,16%

4.631.249

4.582.015

98,94%

9.309.954

8.940.668

96,03%

RJ

3.447.761

3.114.068

90,32%

3.562.695

3.371.903

94,64%

7.010.456

6.485.971

92,52%

SP

6.998.659

6.488.295

92,71%

7.230.666

6.775.929

93,71%

14.229.325

13.264.224

93,22%

SUDESTE

15.720.062

14.522.952

92,38%

16.030.967

15.322.169

95,58%

31.751.029

29.845.121

94,00%

PR

1.728.227

1.574.133

91,08%

1.752.800

1.657.226

94,55%

3.481.027

3.231.359

92,83%

RS

1.739.472

1.504.977

86,52%

1.740.188

1.644.135

94,48%

3.479.660

3.149.112

90,50%

SC

1.012.096

981.043

96,93%

1.006.959

984.220

97,74%

2.019.055

1.965.263

97,34%

SUL

4.479.795

4.060.153

90,63%

4.499.947

4.285.581

95,24%

8.979.742

8.345.734

92,94%

DF

430.806

428.238

99,40%

480.047

462.628

96,37%

910.853

890.866

97,81%

GO

1.016.663

988.121

97,19%

1.056.213

1.067.894

101,11%

2.072.876

2.056.015

99,19%

MS

387.315

374.345

96,65%

391.044

397.221

101,58%

778.359

771.566

99,13%

MT

745.236

715.762

96,05%

727.445

737.052

101,32%

1.472.681

1.452.814

98,65%

C.OESTE

2.580.020

2.506.466

97,15%

2.654.749

2.664.795

100,38%

5.234.769

5.171.261

98,79%

BRASIL

34.771.925

32.379.279

93,12%

35.377.100

34.818.370

98,42%

70.149.025

67.197.649

95,79%

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Outras informações
Atendimento à Imprensa
(61) 3315 3580 e 3315 2351
  

 

 

Fonte:

 

http://portal.saude.gov.br/portal/aplicacoes/noticias/default.cfm?pg=dspDetalhes&id_area=124&CO_NOTICIA=2063

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos
 
Hacked by
#TeaMGh0sT

~ DB GOT DROPPED ~