Nefrologia/Rim/Rins - Cólica Renal
Esta página já teve 115.222.013 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.724 acessos diários
home | entre em contato
 

Nefrologia/Rim/Rins

Cólica Renal

27/06/2003

 

A cólica renal é uma designação genérica para a dor nos rins. Tem início súbito, geralmente unilateral, seguida por náuseas e/ou vômitos. Pode irradiar-se, de acordo com a localização de seu agente causador, para o abdômen, testículo ou grande lábio homolateral e ainda raiz da coxa. Sua intensidade é variável, mas quem experimenta uma cólica clássica, fica marcado pelo intenso desconforto que só melhora tomadas as devidas providências médicas. É interessante citar que com este tipo de dor, o indivíduo tenta, em vão, uma posição que melhore seu sofrimento, se contorcendo e muitas vezes assumindo posições estranhas.

O agente causador mais comum é o cálculo urinário. Dependente de sua localização (rim, ureter distal, médio ou proximal e bexiga) teremos um conjunto de sinais e sintomas a serem avaliados pelo urologista. Basicamente a dor sofrida pelo indivíduo advém do aumento de pressão dentro do sistema urinário, isto é, a urina não cessa de ser produzida pelos rins mas a drenagem da mesma pode ficar totalmente comprometida pela obstrução causada pelo cálculo. Assim , com este aumento de pressão, há distensão da cápsula rígida que envolve o rins (Gerota) e é ricamente inervada, originando a uma dor intensa no lado afetado.

Feito o diagnóstico pelo exame físico e imagem (RX ou Ecografia) o tratamento intravenoso deve ser instituído, com drogas analgésicas às quais o indivíduo não relate alergia anterior. A melhora se observa em alguns minutos e mantemos o cliente em observação por algumas horas. Este não deve deixar o hospital até ter diagnosticado a causa da dor, pois está sujeito a novas cólicas em poucas horas. Por mais remédios que receba em curto espaço de tempo, o excesso somente servirá para aumentar seu desconforto estomacal (náusea e vômitos), não aumentando seu tempo de ação no organismo. Aqui vale lembrar que o tratamento urgente é sintomático, isto é, acabou o remédio volta a cólica. O tratamento curativo é a remoção do agente causador.

Outra causa freqüente de cólica renal é a infecção dos rins ou piélonefrite aguda, quando existem bactérias nos rins e estes podem se edemaciar e doer. Adicionamos aqui, além dos sintomas acima, a possibilidade de febre e urina com odor fétido. Impõe-se aqui, além das medidas analgésicas, coleta de urina para exame e institui-se de pronto antibioticoterapia venosa ou oral, a critério do urologista.

Situações de cólica renal que envolvam antecedentes de trauma, devem ser melhor avaliadas pelo urologista, para afastar ruptura renal, ureteral ou vesical, algumas vezes requerendo tratamento cirúrgico. Devo lembrar ainda, que algumas doenças malignas (tumores) podem cursar com este quadro de cólica renal.

 

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos
 
kill yourself rogue.