Vascular/Cirurgia Vascular/Circulação - O papel da fleboscopia por transiluminação no planejamento de cirurgias estéticas de varizes
Esta página já teve 114.662.028 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.777 acessos diários
home | entre em contato
 

Vascular/Cirurgia Vascular/Circulação

O papel da fleboscopia por transiluminação no planejamento de cirurgias estéticas de varizes

27/05/2010

Jornal Vascular Brasileiro

 

Resumo

MOREIRA, Ricardo C. Rocha; MIYAMOTTO, Márcio; EL-HOSNI JR., Ramzi Abdallah  e  MOREIRA, Barbara D’Agnoluzzo. O papel da fleboscopia por transiluminação no planejamento de cirurgias estéticas de varizes. J. vasc. bras. [online]. 2009, vol.8, n.4, pp. 313-317. ISSN 1677-5449.  doi: 10.1590/S1677-54492009000400006.

Contexto: O tratamento estético de varizes é a principal atividade da maioria dos cirurgiões vasculares do Brasil. Para se obter resultados estéticos satisfatórios, é necessário um planejamento adequado da cirurgia de varizes. Objetivo: A marcação (ou "mapeamento") das varizes com tinta indelével é uma etapa essencial do planejamento das cirurgias de varizes dos membros inferiores com finalidade estética. Neste estudo, é avaliado o papel da fleboscopia por transiluminação na marcação pré-operatória de varizes. Métodos: Uma série de 100 pacientes consecutivas, todas do sexo feminino, foram avaliadas através de fleboscopia por transiluminação, como parte do planejamento de suas operações de varizes. Do total de 171 membros com varizes, 71 pacientes tinham varizes bilaterais e 29 tinham varizes unilaterais. Em todos os casos, a marcação das varizes a serem operadas seguiu o mesmo protocolo. Na primeira etapa, as varizes foram marcadas de forma tradicional, por inspeção e palpação, com as pacientes de pé, usando canetas de tinta indelével de cor preta. Na segunda etapa, as pacientes assumiram a posição de decúbito e as varizes foram re-marcadas, com o auxílio da fleboscopia por transiluminação, com tinta de cor vermelha ou azul. Em seguida, foram comparadas as marcações pelos dois métodos. Resultados: Em 41 pacientes, totalizando 80 membros (46,8%), foram alteradas as marcações depois da fleboscopia por transiluminação. Os motivos para as alterações foram: 1) identificação de novos trajetos varicosos; 2) identificação de veias de drenagem de telangiectasias complexas; e 3) mudanças no trajeto de varizes marcadas da forma tradicional. Conclusões: A fleboscopia por transiluminação alterou o planejamento da cirurgia de varizes em 46,8% dos membros avaliados, especialmente quando as pacientes tinham telangiectasias complexas associadas a varizes reticulares.

Palavras-chave : Varizes; técnicas de diagnóstico por cirurgia; cirurgia vascular.

        · resumo em inglês     · texto em inglês     · pdf em inglês

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos