Cardiologia/Coração/CirurgCardíaca - Estresse oxidativo como fator de risco cardiometabólico emergente
Esta página já teve 115.067.945 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.734 acessos diários
home | entre em contato
 

Cardiologia/Coração/CirurgCardíaca

Estresse oxidativo como fator de risco cardiometabólico emergente

15/02/2011
Maria Gabriela Gottlieb, Ivana Beatrice da Cruz, Carla Helena Schwanke, Luiz Carlos Bodanese

Resumo


OBJETIVOS: o presente artigo pretende revisar os principais aspectos relacionados ao papel do estresse oxidativo associado à síndrome metabólica e fatores diagnósticos relacionados.
FONTE DE DADOS: artigos científicos originais e de revisão das bases de dados MedLine/Pubmed e LILACS.
SÍNTESE DOS DADOS: diversas evidências sugerem associação entre estresse oxidativo e condições clínicas, como doenças cardiovasculares, diabetes mellitus, neoplasia, doenças respiratórias e distúrbios neurológicos. Postula-se, ainda, sua influência na manifestação da síndrome metabólica, caracterizada por alterações no metabolismo de carboidratos, lipídeos e proteínas, incluindo efeitos pró-coagulantes e inflamatórios.
CONCLUSÕES: a associação do estresse oxidativo com adiposidade e resistência insulínica sugere sua influência na manifestação da síndrome metabólica. Sedentarismo e hábitos alimentares inadequados parecem contribuir com o aumento do estresse oxidativo e consequente risco para surgimento de doenças cardiovasculares.
 
 
Fonte:
 
 
 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos