Infecto-contagiosas/Epidemias - E.coli: OMS anuncia que infecções são provocadas por nova estirpe nunca antes encontrada
Esta página já teve 111.014.571 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.781 acessos diários
home | entre em contato
 

Infecto-contagiosas/Epidemias

E.coli: OMS anuncia que infecções são provocadas por nova estirpe nunca antes encontrada

02/06/2011
02/06/2011 - 13:01

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou esta quinta-feira que é uma nova estirpe nunca antes detectada da bactéria e.coli que está a provocar centenas de infecções, algumas mortais, na Europa, segundo noticiou a agência de notícias Associated Press.

 

A sequência genética sugere que a estirpe é uma mutação de dois tipos de e.coli, com genes letais que podem explicar o foco de infecção na Europa, sobretudo na Alemanha, que já causou 17 mortes.

 

Hilde Kruse, um perito em segurança alimentar da OMS, declarou à Associated Press que esta é uma “estirpe única que nunca tinha sido isolada em doentes”.

 

A nova estirpe tem “várias características que a tornam mais virulenta e mais produtora de toxinas”, acrescentou o especialista.

 

Até ao momento, as autoridades e os investigadores ainda não conseguiram determinar a origem do surto infeccioso que se tem registado sobretudo na Alemanha.

 

O surto agravou-se na quarta-feira, com o balanço do número de mortes a subir para 17 e com o registo de centenas de novos casos detectados, inclusivamente na Holanda e nos Estados Unidos em pessoas que, aparentemente, terão estado em trânsito na Alemanha.

 

A Comissão Europeia levantou na quarta-feira o alerta sobre os pepinos espanhóis, após a Alemanha ter reconhecido que estes não terão sido a causa do surto. Mantêm-se análises a vários vegetais.

Nova estirpe justifica violência do surto por falta de preparação do organismo humano

 

A microbiologista Laura Brum explicou que a existência de uma nova estirpe da bactéria e.coli justifica a violência do surto, pois é a primeira vez que o organismo humano tem contacto com o bacilo.

 

Laura Brum recorda que este é um “processo natural” que tem permitido às bactérias sobreviverem, ao criarem toxinas para se tornarem mais virulentas.

 

Mas o efeito desta mutação é grave para o homem que, por ainda não ter tido contacto com a nova estirpe, não está preparado para uma resposta imunitária e, por isso, sofre com os sintomas ou mesmo morre por causa da infecção.

 

“Esta bactéria, a e.coli, é a mais comum e faz parte da nossa flora, mas elas vão-se tornando mais virulentas graças às toxinas que vão criando”, adiantou.

 

A especialista recorda que, nestes casos, além de se minimizarem os efeitos, nomeadamente através da hidratação dos infectados, pouco mais há a fazer, pois não há vacinas ou antibióticos eficazes.

 

“Daí a necessidade de se saber a origem do surto, para circunscrever a infecção”, referiu, sublinhando que “só identificando a origem se poderá impedir a disseminação”.

 

Laura Brum não estranha que esta origem ainda não tenha sido encontrada e afirma que há situações cuja causa nunca chega a ser identificada.

 

“O facto de se apontar como causa provável as saladas deve-se ao facto desta bactéria não sobreviver nos alimentos cozinhados”, disse.

 

Fonte:

http://www.rcmpharma.com/actualidade/saude/ecoli-oms-anuncia-que-infeccoes-sao-provocadas-por-nova-estirpe-nunca-antes-encont

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos