Medicina Esportiva/Atividade Física - Avaliação do ombro doloroso no jogador de beisebol.
Esta página já teve 115.917.094 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.698 acessos diários
home | entre em contato
 

Medicina Esportiva/Atividade Física

Avaliação do ombro doloroso no jogador de beisebol.

04/08/2011

Revista Brasileira de Ortopedia

Abstract

MIYAZAKI, Alberto Naoki et al. Avaliação do ombro doloroso no jogador de beisebol. Rev. bras. ortop. [online]. 2011, vol.46, n.2, pp. 165-171. ISSN 0102-3616.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-36162011000200009.

OBJETIVO: Avaliar em jogadores de beisebol a relação entre mobilidade e força do ombro e a presença de dor. MÉTODOS: Entre abril e julho de 2009 foram avaliados 55 jogadores de beisebol pelo Grupo de Ombro e Cotovelo da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Todos do sexo masculino, com idade entre 15 e 33 anos (média de 21), média de três treinos por semana e tempo médio de prática da modalidade de 10 anos. RESULTADOS: 14 dos 55 atletas avaliados eram arremessadores, 20 referiram dor no arremesso. As médias de rotação lateral, medial e amplitude de movimento (ADM) do ombro dominante foram de 110º, 61º e 171º, respectivamente, com diferença estatisticamente significante em relação ao membro não dominante. Arremessadores tiveram maior ganho de rotação lateral e déficit de rotação medial que os não arremessadores. Dor teve correlação estaticamente significante com ADM diminuída, maior tempo de prática da modalidade e situação de "ombro em risco". CONCLUSÃO: Foram encontradas diferenças estatisticamente significantes na mobilidade do ombro dominante com aumento da rotação lateral, diminuição da rotação medial e menor amplitude de movimento, em relação ao membro contralateral. Foram encontradas relações estatisticamente significantes entre maior ganho de rotação lateral e diminuição da rotação medial e a posição de arremessador. Houve correlação estatisticamente significante entre dor e ADM diminuída, maior tempo de prática da modalidade e situação de "ombro em risco". Existe uma tendência estatística sugerindo que os atletas com rotação medial do ombro dominante diminuída tenham relação com dor.

Keywords : Beisebol; Ombro; Amplitude de Movimento Articular.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese

 

Fonte:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0102-36162011000200009&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos
 
Hacked by
#TeaMGh0sT

~ DB GOT DROPPED ~