Pediatria/Criança - Visão Infantil
Esta página já teve 114.636.120 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.777 acessos diários
home | entre em contato
 

Pediatria/Criança

Visão Infantil

17/07/2003

 

Jayme Murahovschi (pediatra)
Revisão: Mauro Plut (oftalmologista pediátrico)


Com 1 mês e meio

1. Carregado nos braços pelo pai (mãe), o bebê fita a face do adulto (a 30cm). Acompanha com os olhos o movimento da cabeça dos pais.
2. Sentado no colo, o bebê segue os movimentos de um objeto colorido (a 30cm).

Aos 3 meses

1. O bebê acompanha um objeto movendo em semi circulo.
2. O bebê observa um objeto situado mais longe e tenta ancançá-lo.
3. Começa olhar as mãozinhas e posteriormente brinca com elas afastando e aproximando-as.

Aos 4 meses

1. O bebê já e atraído pela tela da televisão mais distante ou olha além da janela.
2. O bebê pega ou bate em objetos próximos.
3. Acompanha atividades próximas.

Aos 6 meses

1. Interesse por novas formas e cores.
2. Interesse pelo espelho.

Com 1 ano

1. Acha objetos escondidos.
2. Olha para a figura correta quando ela é indicada pelo nome.

Com 4 anos

Teste de visão de Snellen – Quadros dos E.
(A partir dos 7 anos, pode ser o Quadro de letras).
Repetir a cada 6 meses (máximo 1 ano), feito pelo pediatra – até os 9 anos ou a qualquer momento que surja dúvida sobre a acuidade visual.

Sinais de alerta

Avise o pediatra e peça exame oftalmológico, se:

1. Olhos desviados ou cruzados.
2. Um olho menor que o outro.
3. Pupila (meninas dos olhos) de tamanho, forma ou cor desigual.
4. "Olhos que dançam" ou tremem.
5. Cabeça inclinada em posição anormal.
6. Segurar os objetos muito próximos (dificuldade de enxergar).
7. Sensibilidade à luz.
8. Lacrimejamento excessivo.
9. Contínuo esfregar dos olhos.
10. Reflexo branco no centro da pupila.
11. Pálpebra caída (um ou dois lados).
12. Olhos irritados.
13. Terçol com frequência.
14. Franze os olhos para enxergar.
15. Fecha um dos olhos para olhar.

Atenção para estas queixas da criança:

1. Não enxerga bem ou visão borrada.
2. Dor de cabeça ou cansaço à leitura.
3. Visão dupla.
4. Coceira ou sensação de corpo estranho.
5. Não enxerga o quadro negro.

Coloboma da íris

Íris ("menina dos olhos") deformada (= não redonda).
A alteração da forma (tipo entalhe) ocorre na porção inferior da íris e pode indicar lesões graves do nervo óptico e da retina.

Jayme Murahovschi
Prof Titular de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas de Santos

Mauro Plut
Oftalmologista Pdiátrico (Escola Paulista de Medicina UNICESP e Hospital Albert Einstein).

Apoio

Departamento de Pediatria AMBULATORIAL DA Sociedade Brasileira de Pediatria
Jayme Murahovschi (Presidente, SP)
Isabel Rey Madeira (RJ)
Leda Amar de Aquino (RJ)
Lucia Ferro Bricks (SP)
Marizilda Martins (PR)
Renato Minoru Yamamoto (SP)
Rosa Resegue (SP)
Rudolph Wechsler (SP)
Vera Lucia Maia (ES)

Sociedade Brasileira de Pediatria


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos