Minerais - Boro
Esta página já teve 111.050.028 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.783 acessos diários
home | entre em contato
 

Minerais

Boro

27/07/2003

 

B. Elemento do grupo III,

constituinte do bloco p da Tabela Periódica.

Z = 5,

configuração eletrônica: 1s22s22p1,

MA = 10,81, d = 2,35 g.cm-3,

PF = 2079°C,

PE = 2550°C.

Apresenta duas formas alotrópicas: boro amorfo que é um pó marrom e boro metálico que é preto. A forma metálica é muito dura (9,3 na escala de Mohs) e é mau condutor elétrico à temperatura ambiente. Pelo menos três fases cristalinas são possíveis: duas romboédricas e uma tetragonal.

O elemento nunca foi encontrado livre na natureza.

Ocorre como ácido ortobórico em erupções vulcânicas na Toscana, Itália, como boratos na kernita (Na2B4O7.4H2O) e na colemanita (Ca2B6O11.5H2O) na Califórnia, Estados Unidos da América. As amostras geralmente contêm isótopos na razão 19,78% de 10B para 80,22% de 11B.

A extração é possível por redução de fase vapor de tricloreto de boro com hidrogênio sobre filamentos eletricamente aquecidos.

O boro amorfo pode ser obtido por redução do trióxido com pó de magnésio.

Quando aquecido o boro reage com oxigênio, halogênios, ácidos oxidantes e álcalis fortes. É usado em semicondutores e em filamentos na indústria aeroespacial.

O boro  produz chama verde.

O isótopo 10B é usado em fios e chapas de proteção para controle de reatores nucleares.

O elemento foi descoberto em 1808 por Sir Humphry Davy e por J. L. Gay – Lussac e L. J. Thenard.

 

http://felix.ib.usp.br


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos