Minerais - Níquel
Esta página já teve 114.441.245 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.804 acessos diários
home | entre em contato
 

Minerais

Níquel

07/08/2003

 

      Acredita-se que o níquel já fosse conhecido pelos chineses em tempos remotos. A designação desse metal, usado na cunhagem de moedas, vem de kupfernickel, empregado por mineiros alemães para designar o falso do cobre que extraíam da mina.
      Níquel é um metal de transição, de símbolo químico Ni, pertence ao grupo VII da tabela periódica, o mesmo do ferro e do cobalto. Relativamente abundante na natureza, apresenta cor branca prateada com tons amarelos. Destaca-se pelo magnetismo, que o transforma em um imã em contato com campos magnéticos. Metal de relativa resistência à oxidação e à corrosão, é o mais duro que o ferro e forma ligas de diversas utilizações na indústria. O átomo de níquel possui 28 elétrons e, no núcleo, o mesmo número de prótons.
      O níquel natural corresponde a uma mistura de cinco isótopos estáveis. Seu principal comportamento ferromagnético se acentua acima de 358º C e reage com lentidão aos ácidos fortes. Cristaliza em duas formas alotrópicas regulares: hexagonal e cúbica.
      Isolado em 1751 pelo barão sueco Axel Fredrik Cronstedt, o níquel é duas vezes mais abundante que o cobre na crosta terrestre. Os minérios de níquel explorados pela indústria são a garnierita (silicato hidratado de magnésio e níquel) e as piritas niquelíferas ou pirrotitas (sulfatos magnésios complexos de ferro e cobre). A descoberta, no fim do século XIX, de importantes depósitos minerais de níquel no Canadá deu início à aplicação industrial em grande escala desse metal.
      Uma das principais características do níquel é melhorar as propriedades da maioria dos metais e ligas a que associa. Ao todo, mais de três mil ligas de níquel encontram aplicação industrial ou doméstica. Cerca de metade da produção do metal é utilizada em ligas de ferro. Os compostos de níquel são úteis na proteção de materiais, em forma de niquelados, e na fabricação de pólos elétricos em cubas eletrolíticas, catalisadores, esmaltes e recipientes de armazenamento dos derivados de petróleo.

Propriedades físicas e químicas do níquel:

 

Número atômico:

28

Peso atômico:

58,71

Ponto de fusão:

1,453º C

Ponto de ebulição:

2.732º C

Estados de oxidação:

+2, +3

Configuração eletrônica:

(Ar) 3d8 4s2

Tabela periódica


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos