Drogas/Vício - Mortes por drogas! Isto nos Estados Unidos. E como estamos no Brasil?
Esta página já teve 113.922.240 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.867 acessos diários
home | entre em contato
 

Drogas/Vício

Mortes por drogas! Isto nos Estados Unidos. E como estamos no Brasil?

27/11/2003

DROGAS PSICOTRÓPICAS: MUNDO CÃO; MUNDO LOUCO

3. Mortes! Mortes! Mortes! E por drogas! Isto nos Estados Unidos. E como estamos no Brasil?
Ver Epidemiologic Trends in Drug Abuse. Publicação NIDA no 03-5109A, Dezembro de 2002, 87 páginas.

A cada 6 meses o NIDA (National Institute on Drug Abuse) dos Estados Unidos promove um levantamento, nas 21 maiores cidades americanas, de vários indicadores sobre o problema de drogas. Um destes indicadores refere-se ao número de mortes relacionadas por drogas. São casos em que drogas foram detectadas em cadáveres dos IMLs daquelas cidades.

O NIDA afirma que, embora essas mortes relacionadas às drogas freqüentemente envolviam casos de overdose, elas também incluíam mortes nas quais as drogas foram somente um fator contribuidor.

Alguns números podem ser vistos abaixo:

Droga

Ano

No de cidades

No de mortes

Cocaína

2001

8

1.247

Heroína

2001

8

1.187

Outros opiáceos

2001

8

2.033

Outros opiáceos

 

21

4.262

Metanfetamina

2000/01

5

484

No Brasil estamos até agora mal em relação a esse tipo de informação. O CEBRID chegou a fazer um levantamento nos IMLs de São Paulo e Santos, mas foi obrigado a parar por falta de verbas.

Mas as coisas melhorarão, com certeza. A SENAD acaba de assinar convênio com o CEBRID permitindo-lhe trabalhar em colaboração com a UNIFESP e UFPE para iniciar levantamentos nos IMLs de Recife e São Paulo.


 

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos