Drogas/Vício - Drogas no Ambiente de Trabalho
Esta página já teve 114.620.892 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.780 acessos diários
home | entre em contato
 

Drogas/Vício

Drogas no Ambiente de Trabalho

18/01/2004

 

 

O consumo de drogas representa um grave problema de saúde pública, com conseqüências sociais e econômicas. A dependência química é responsável por grande parte das internações psiquiátricas no Brasil. O uso de drogas no
ambiente de trabalho aumenta os fatores de risco para a saúde, e segurança dos funcionários, e traz conseqüências de acidentes profissionais com custos materiais e humanos além de absenteísmo.
A implantação de Programas de Prevenção e Controle do Uso de Drogas no ambiente de trabalho, com o objetivo de garantir o bem estar dos funcionários. No conceito de saúde mental, segundo a OMS - Organização Mundial de Saúde, são consideradas drogas psicoativas, com efeitos no organismo, as seguintes: Álcool, Barbitúricos, Anabolizantes, Anfetaminas, Cocaína, Maconha, Ópio, Morfina e Heroína, Tabaco, Anti-colinérgicos, Alucinógenos (Cogumelos e plantas, Sintéticos - LSD e Êxtase) Ansiolíticos e Solventes e Inalantes.
A política das empresas "Ambiente de Trabalho Livre de Drogas" promove um ambiente saudável, seguro, produtivo e comprometido com a qualidade de vida dos funcionários. Inclui programas de educação, orientação e fiscalização tanto em relação ao uso do fumo e álcool, como outras drogas mais pesadas. A realização de análises toxicológicas (Cromatografia Gasosa acoplada ao Espectrômetro de Massas (GC/MS) com testes aleatórios (por sorteio) e no pré-admissional, tem causado uma redução significativa de acidentes de trabalho, acidentes pessoais, perdas patrimoniais e absenteísmo. Os exames são feitos com sigilo absoluto mas, E.A Warner e colaboradores, clínicos e médicos do trabalho da University of South Flórida, da cidade de Tampa, afirmam que esses exames têm limitações técnicas porque dão muitos resultados falso positivos, o que pode afetar pessoalmente os operários, criando problemas éticos e sociais. Defendem a idéia que devem ser realizados com consentimento por escrito dos trabalhadores, com direito a uma revisão em outro laboratório e com outra metodologia (imunoensaio, que é mais sensível).

 

Am J Med. 2003 Jul;115(1):54-8


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos